Viagem

Aluguel de temporada é seguro mesmo?

E se o imóvel não for como prometido ou estiver sujo? Há como receber o dinheiro de volta? Veja o que prometem as principais plataformas

26/09/2017 | 04h38    

Gustavo Zucchi - Especial para O Estado de S. Paulo

Casa anunciada no Airbnb em Santa Catarina: saiba como ficar tranquilo na hora do aluguel

Casa anunciada no Airbnb em Santa Catarina: saiba como ficar tranquilo na hora do aluguel Foto: Airbnb

De tempos em tempos surge nas redes sociais algum relato de turista que alugou imóvel de temporada em plataforma online e se deu mal. São problemas relacionados às transações financeiras envolvidas no processo, a más condições ou indisponibilidade do imóvel, e que causam (justa) indignação, além de posts que rapidamente viralizam, impulsionados também pela falta de agilidade das empresas em responder de forma clara e ética às reclamações dos turistas. 

Mas afinal, alugar casa, apartamento ou quarto em plataformas digitais é seguro? Quais são as assistências que tais serviços, que sempre fazem questão de destacar sua condição de meras intermediárias, devem fornecer a clientes que têm problemas com os serviços? Confira. E, na dúvida, sempre que tiver qualquer contratempo, fotografe e guarde documentos que podem servir de prova. 

Airbnb. O maior site de reservas de imóveis do planeta afirma garantir a segurança tanto do anfitrião quanto do visitante. O dono do imóvel, que paga comissão ao site, conta com um seguro contra danos que pode chegar a R$ 3,5 milhões. 

Para segurança do viajante, o Airbnb retém o pagamento feito por 24 horas depois do check-in no imóvel. Assim, caso a propriedade ou quarto não esteja de acordo com as condições anunciadas – tem menos cômodos ou é muito sujo, por exemplo –, o turista deve entrar em contato com a plataforma para ser ressarcido ou realocado. 

Entrar em contato, no entanto, dá um certo trabalho. A central de ajuda do site, com dezenas de perguntas e seus desdobramentos, é o canal prioritário. Para facilitar, tenha um número de telefone atualizado cadastrado no seu perfil – caso precise falar com um ser humano, ele será solicitado no atendimento. O número está no site, mas é bem difícil chegar até ele, então anote: 21-3958-5800. Atendimento em português, só em horário comercial do Brasil. Fora dele, você será direcionado para atendentes em inglês. 

Alugue Temporada. Parte do grupo Home Away, com atuação internacional, o Alugue Temporada afirma que é apenas um intermediário entre o dono do imóvel e o turista – o que, na prática, equivale a se esquivar de responsabilidades por eventuais problemas. Possibilidade de reembolso ou realocação são avaliados caso a caso.

Na dúvida, se for usar o serviço, atente-se às recomendações do próprio Alugue Temporada: peça muitas informações ao proprietário, pague via transferência bancária e não deposite o valor integral ao fechar a reserva. 

Temporada em Orlando. A empresa é brasileira, o que facilita muito a vida de quem quer alugar imóvel de temporada em Orlando. O suporte 24 horas em português é uma vantagem para brasileiros. Em caso de problemas na casa ou apartamento alugados, o serviço realoca o turista em outro imóvel de mesmo padrão ou superior. A periódica revisão das casas disponíveis no catálogo do site é outro aspecto positivo. O telefone de contato está em destaque no site: 11-3197-4641. 

UMAstays. O site brasileiro de aluguel de casas de luxo oferece dois destinos: a cidade de São Paulo e Trancoso, na Bahia. A equipe está disponível 24 horas e promete verificar, antes do check-in, todos os itens prometidos na reserva e a infraestrutura do imóvel. 

A realocação só ocorre em caso de catástrofe natural ou defeito estrutural na casa alugada.