1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Aruba x Curaçau

Ricardo Freire coloca no páreo dois verdadeiros paraísos do Caribe. Aruba ou Curaçau - qual vence?

Ricardo Freire

O Caribe próximo à América do Sul não tem contraindicações: os furacões passam longe, as rotas não são longas e não é necessário visto americano. E o melhor de tudo: agora existe uma fartura de pacotes interessantes, não só para Aruba, como também a Curaçau, oferecidos por várias operadoras desde US$ 1.500. Há voos regulares (com conexão em Bogotá, pela Avianca, ou na Cidade do Panamá, pela Copa) e fretados (com escala em Caracas, pela Varig, ou partindo de Brasília, pela Gol). Tem dúvida sobre qual ilha escolher? Vamos analisar as duas, ponto a ponto.

 

VIZINHAS - Arashi, em Aruba, e Mambo Beach, em Curaçau: as duas ilhas têm sossego e agito

PRAIA DO HOTEL

Quase todos os hotéis de Aruba vendidos nos pacotes para brasileiros estão na ótima Palm Beach, extensa, de areia branquinha e mar transparente. Já em Curaçau os hotéis ficam em praias "fabricadas", com areia branca vinda de longe e recifes artificiais. Vencedor: Aruba.

OUTRAS PRAIAS

Em Aruba você pode alugar um carro por um ou dois dias para visitar prainhas menores, menos frequentadas e sem hotéis à vista, como Arashi e Baby Beach. Em Curaçau a pedida é alugar um carro por toda a sua estada, para aproveitar as belíssimas praias selvagens (como Cas Abou e Port-Marie, particulares, e Grote Knip, pública) ou bater ponto na praia da muvuca, a Seaquarium Beach (que é "fabricada", mas tem alguns bares charmosos, como o Mambo Beach). Vencedor: Curaçau.

HISTÓRIA

Willemstad, em Curaçau, tem arquitetura colonial holandesa legítima, um mercado público imperdível (almoce um PF javanês por lá), um bairro tombado pela Unesco e uma sinagoga antiquíssima com chão de areia (para relembrar os anos em que os judeus erraram no deserto). Em Aruba, porém, os prédios históricos são, em sua maioria, fake. Vencedor: Curaçau.

VIDA NOTURNA

Ambas têm cassinos - mas em Aruba praticamente todo hotel tem o seu. Além disso, não é preciso sair de Palm Beach para ir a bares, restaurantes e discos. Escolhendo Curaçau, você vai precisar ir à cidade para curtir a noite. Vencedor: Aruba.

CRIANÇAS

As praias são perfeitas para os baixinhos nas duas ilhas; eles não terão oportunidade melhor para aprender a mergulhar de snorkel. Em Aruba também dá para ver iguanas, visitar uma cidade-miniatura e ir ao fundo do mar a bordo do Atlantis, um semissubmarino australiano. Em contrapartida, no Sea Aquarium de Curaçau dá para entrar num tanque e tocar nos animais marinhos, enquanto na Dolphin Academy o barato é nadar com os golfinhos. Empate.

DUAS EM UMA

Já que está dando empate, por que não escolher um dos pacotes que combinam as duas ilhas? O voo dura apenas 30 minutos. Você pode saracotear de carro em Curaçau e depois sossegar no hotel em Aruba.

QUE HOTÉIS ESCOLHER

Em Aruba, evite o Renaissance, que está no centro da cidade. Em Palm Beach, o Holiday Inn não está à altura dos seus vizinhos; melhor cacifar o Marriott ou o Hyatt. Para economizar, o Mills Resort é OK (mas fica na quadra de trás da praia). Em Curaçau, fique com os grandes nomes. Hilton e Marriott têm boas instalações, e o Breezes (all inclusive) fica no canto direito da Seaquarium Beach.