Fotos: Mônica Nóbrega/AE
Fotos: Mônica Nóbrega/AE

Barcelona com jeito de interior

Revitalizado, bairro na orla ganhou atrativos sem perder clima bucólico

Mônica Nóbrega, O Estado de S.Paulo

04 Agosto 2009 | 02h31

Na orla de Barcelona, exatamente onde o vaivém de turistas nunca cessa, um bairro conserva uma tranquila autenticidade. Um cotidiano calmo entre ruas estreitas, prédios de cinco andares, comerciantes conhecidos pelo nome e praças que lotam no fim da tarde, quando as crianças saem da escola e os pais, do trabalho. A Barceloneta está bem na borda do frenético desfile de pessoas, bicicletas, barcos e artistas de rua na região do Porto Velho. Mas faz lembrar uma pacata cidadezinha interiorana.

O pequeno bairro limitado pelos passeios Joan de Borbó e Marítimo e pela via expressa Ronda del Litoral - que por ali passa direto rumo ao setor mais novo da cidade como se desse as costas a uma velharia -, forma uma península contornada pelo calçadão à beira-mar. Foi, no passado não tão distante, endereço de edifícios populares habitados por pescadores e operários do então degradado porto. Sem motivo especial para chamar a atenção, era praticamente esquecido.

 

Veja também:

linkPor perto, acervos fáceis e divertidos

Há cerca de duas décadas, Barcelona finalmente assumiu sua natureza litorânea - motivada principalmente pelos Jogos Olímpicos de 1992 - e começou a olhar com o merecido respeito para o Mediterrâneo. Assim, a região iniciou, lentamente, sua mudança de perfil.

Moradores descolados, do tipo artistas-e-intelectuais, começaram a descobrir a Barceloneta há cerca de 15 anos. O interesse desse novo público fez os preços dos aluguéis dispararem, mas o clima bucólico se manteve quase intacto. Com uma diferença fundamental: o comércio se sofisticou. O bairro é, atualmente, território de restaurantes caprichados e de lojas muito interessantes.

 

MENU CATALÃO

Para saborear frutos do mar, o melhor endereço do bairro - e um dos mais recomendáveis de toda Barcelona - é o El Nou Ramonet (Carrer Carbonell, 5; 00--34-93- 268-3313). O restaurante faz a linha clean-com-tradição no design e tradição-com-toque-contemporâneo no cardápio. Mas os clichês terminam nas descrições. No prato, receitas catalãs como as anchovas ao vinagre e as lulas fritas (desde 4,95 ou R$ 13, cada porção) mostram com competência por que o lugar merece ser descrito como único. Um tempero histórico dá ainda mais sabor ao ambiente: o El Nou Ramonet é o irmão mais novo do Can Ramonet (Plaça de la Maquinista, 17; 00--34-93-319-3064), que começou como portinha para vender mantimentos, passou a bodega e então, também a restaurante.

VINHOS

No espaço construído de madeira e tijolos da Vinoteca Voramar, uma senhora sexagenária de aparência feliz debatia com o vendedor Rafael Paes dicas de vinhos para acompanhar um jantar festivo. Esse tipo de consultoria informal é rotineira desde que a loja se instalou ali, há pouco mais de um ano. Tão merecedoras de atenção quanto o diálogo, centenas de garrafas de diversas nacionalidades espalham-se pelas prateleiras - os preços começam em 6,90 (R$ 18). A cave subterrânea tem barris de carvalho no papel de mesas e serve como espaço para festas e degustações.

 

Cave da Vinoteca Voramar

Vinhos fazem bonito também na La Taverna d?en Pep, misto de restaurante e empório onde degustações podem ser organizadas sob encomenda. A fachada propositalmente desbotada exibe menus escritos a giz em pequenas lousas pretas. Nelas descobre-se que a casa serve refeições catalãs e mediterrâneas, de peixes à butifarra, tradicional linguiça de porco. O menu com dois pratos custa desde 9 (R$ 24), enquanto a porção de polvo à moda da Galícia sai por 11,77 (R$ 31).

 

Padaria Mon Pa

Coração do bairro, o Mercado da Barceloneta não tem a inegável vocação turística do concorrido Boquería, na região das Ramblas. Em compensação, nunca está lotado, é limpo, organizado e facilita bastante a vida de quem quer encontrar vegetais e pescados frescos. Além disso, fica junto a uma espaçosa praça rodeada de tentações. Caso das calóricas vitrines da Mon Pa, a padaria da qual se desprende o aroma de pão fresco sentido em todo o quarteirão. E do balcão do Una Trobada Per Un Bon Café ("um encontro para um bom café"), com várias opções de preparo da bebida. Hora da pausa, portanto.

linkVinoteca Voramar: Carrer de La Maquinista, 14; tel.: (00--34-93) 221-1937

linkLa Taverna d'en Pep: Carrer de La Maquinista, 8; tel: (00--34-93) 221-8912

linkMercado da Barceloneta: Carrer del Baluart, 32

linkMon Pa: Carrer de L'Atlantida, 29

linkUna Trobada Per Un Bon Café: Carrer del Baluard, 92

Mais conteúdo sobre:
Viagem Barcelona Espanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.