Caribe: qual é a sua praia?

Ricardo Freire, turista.profissional@grupoestado.com.br

06 Abril 2010 | 02h03

Azul, azul. Praia Kenepa Grandi, em Curaçau: é difícil escolher apenas uma faixa de areia. Foto: Ricardo Freire/AE

 

O feriado da Páscoa marca o fim da alta temporada no Caribe. As diárias dos hotéis da região caem sensivelmente e permanecem camaradas até o início de dezembro. A melhor hora para aproveitar a baixa temporada caribenha é de agora até o fim do primeiro semestre, quando o tempo é mais seco e não há risco de furacão.

Brasileiros têm dois empurrõezinhos extras. A época coincide com a estação de chuvas no Nordeste e com o lançamento de mais linhas diretas: a Gol transformou em voo regular seu charter para Punta Cana, na República Dominicana e, em breve, passa a voar também para St. Maarten e Barbados. Use este guia para começar agora a decidir em que ilha estender sua toalha.

Aruba. É a sua praia: se você quer sol garantido, mar azul-bebê e infra voltada para o público americano (sem precisar de visto).

Pegadinha: o centro de Oranjestad vive em função dos navios de cruzeiro que passam o dia. É melhor se hospedar em Palm Beach.

Acesso: direto pela Gol (escala em Caracas) ou com conexão em Bogotá, pela Avianca.

Curaçau. É a sua praia: se você quer rechear a sua temporada caribenha com história e cultura locais, Willemstad é uma das cidades mais interessantes do Caribe.

Pegadinha: as praias dos hotéis são artificiais. Hospede-se no centro (o Renaissance é novinho e fica perto do agito) e alugue um carro para ir às belíssimas praias selvagens.

Acesso: direto pela Gol (saindo de Brasília) ou com conexão em Bogotá, pela Avianca.

Cancún. É a sua praia: se você quer fazer passeios e mais passeios. A região tem praias lindas, ruínas maias e ecoparques temáticos.

Pegadinha: quem não faz questão de hotelão vai gostar mais de Playa del Carmen, a Búzios do pedaço, 70 km ao sul.

Acesso: conexão na Cidade do Panamá, pela Copa, ou na Cidade do México, por Mexicana e Aeromexico.

Punta Cana. É a sua praia: se o seu barato é um bom resort all-inclusive, seja bem-vindo ao paraíso.

Pegadinha: muitos resorts têm áreas vips, com piscinas e restaurantes bem menos cheios. Informe-se e, se puder, cacife um upgrade.

Acesso: direto pela Gol (escala em Caracas) ou com conexão na Cidade do Panamá, pela Copa.

Cuba. É a sua praia: se você deseja ter um gostinho de Cuba antes que acabe (mas para isso precisa passar pelo menos uns três dias em Havana, que não tem praia no centro).

Pegadinha: Varadero tem areias lindas, mas, se couber no seu bolso, programe a parte de praia do pacote em Cayo Largo, que é uma espécie de genérico das fantásticas Ilhas Maldivas.

Acesso: conexão na Cidade do Panamá, pela Copa.

St. Maarten. É a sua praia: se você quer zanzar de praia em praia como se estivesse em Florianópolis (e zigue-zagueando entre Holanda e França sem burocracia).

Pegadinha: o trânsito é tão ruim quanto o de Floripa no verão.

Acesso: conexão em Miami pela American; a partir de maio, direto pela Gol, com escala a confirmar.

Barbados. É a sua praia: se você quer ver um Caribe com sotaque inglês e tem intenção de descobrir um lugar onde muito poucos brasileiros já estiveram.

Pegadinha: para pegar praia perfeita, fique na costa oeste; na costa leste, o mar tem ondas.

Acesso: conexão em Miami pela American; a partir de junho, direto pela Gol (escala a confirmar).

Los Roques. É a sua praia: se você sonha com uma pousadinha estilo Nordeste em pleno Caribe ? com direito a traslados de barco até uma ilhota diferente a cada dia.

Pegadinha: a vida noturna é inexistente. Você estará em um lugar para tomar sol, mergulhar e praticar kitesurfe.

Acesso: até Caracas por TAM ou Gol; depois, teco-teco até Gran Roque (peça para sua pousada reservar o voo).

St. Barth É a sua praia: se você curte a atmosfera da francesa Saint-Tropez ou se está querendo dar mole para os paparazzi.

Pegadinha: para pegar a badalação, é preciso ir na alta temporada mesmo ? entre o Natal e a Páscoa, mas sobretudo na virada do ano.

Acesso: teco-teco desde St. Maarten, com direito a um pouso vertiginoso bem rente à praia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.