Gustavo Coltri/Estadão
Gustavo Coltri/Estadão

Carnaval na contramão

Envie sua pergunta para viagem.estado@estadao.com

Ricardo Freire, O Estado de S. Paulo

24 Janeiro 2017 | 03h00

Carnaval é um feriado ingrato: muita gente que tenta fugir da folia acaba encontrando a bagunça de vilarejos superlotados. Capitais nordestinas sem carnaval seriam uma boa solução – caso as passagens aéreas não estivessem tão caras. A alternativa para viajar no carnaval fugindo dos preços altos e da falta de estrutura é escolher destinos na contramão tanto dos foliões quanto dos fugitivos da folia.  

Brasília. Pense na capital federal como nossa cidade histórica mais bem-preservada. A hotelaria foi renovada para a Copa e tem preços camaradas nos feriados. As visitas guiadas ao Congresso Nacional e ao Itamaraty acontecem em vários horários, todos os dias. Sábado ou domingo, faça o passeio pelo Lago Paranoá com o catamarã Mar de Brasília. Alugue um carro e hospede-se num dos hotéis com piscina nas proximidades do Palácio da Alvorada; aproveite para passear até o Catetinho, o palácio de madeira onde JK morou durante a construção da nova capital.

Curitiba. Os interessantíssimos parques da cidade – cada um com um atrativo diferente – abrem todos os dias e podem ser visitados com os ônibus de dois andares da Linha Turismo. Os museus (como o Oscar Niemeyer) só fecham na segunda. Saindo de São Paulo, é um bom destino para ir de carro; dá para incluir um bate-volta a Morretes pela Serra da Graciosa ou a Ponta Grossa, para visitar o Parque Estadual de Vila Velha.

Belém. Na sexta passada ainda era possível encontrar passagens ida e volta entre São Paulo e Belém na faixa de R$ 1.000 para a época do carnaval – o que não é mau para a distância e o período. A Estação das Docas, o Mangal das Garças e o passeio de barco pela Baía do Guajará funcionam todos os dias; o mercado Ver-o-Peso fecha na terça, e o Museu Emílio Goeldi abre no sábado e no domingo. Se puder emendar, estique até a Ilha do Marajó – atravesse na quarta-feira, na contramão dos belenenses que voltarão para a capital. 

Barra da Tijuca. Graças à grande expansão hoteleira da Olimpíada, a Barra da Tijuca é provavelmente o destino de praia mais em conta do Brasil no carnaval: fora da orla, você encontra hotéis quatro-estrelas novinhos com diárias abaixo de R$ 400. Se você for de carro, além de economizar uma fortuna em ponte aérea, vai estar equipado para aproveitar as ótimas praias da zona oeste – Pepê com seus lounges, Macumba com ambiente surfe, Prainha e Grumari com aspecto selvagem – e explorar a cena gastronômica concentrada em três shoppings: Rio Design Barra, Village Mall e o novíssimo Vogue Square.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.