Casa-museu reúne relíquias e curiosidades

Mais uma herança da época áurea do café na região fluminense, o Museu Casa da Hera (casadahera.wordpress.com), em Vassouras, possui um vasto acervo de mobílias, porcelanas, pratarias e objetos de uso pessoal da família do barão Joaquim José Teixeira Leite, que ali habitou no começo do século 19.

O Estado de S.Paulo

10 Julho 2012 | 03h07

São 22 cômodos, um jardim imenso e 69 janelas para garantir a iluminação em época que não havia energia elétrica - também para mostrar a riqueza da família, quanto mais abonados, mais janelas colocavam na casa. Na biblioteca, uma linda vitrola e mais de mil livros ocupam a estante; a sala de jantar segue posta com louça original; e na área social, destaque para o piano francês Henri Herz do século 19, um dos poucos exemplares em funcionamento no mundo.

O tour pela casa só é possível graças a Eufrásia Teixeira Leite, filha do barão. Além de se destacar com posturas à frente da sua época - e ter vivido um romance secreto com Joaquim Nabuco, como as cartas hoje comprovam -, a donzela doou a propriedade e todo seu acervo logo após a morte de seus pais para que fossem transformados em museu. A casa abre de

terça-feira a domingo e a visita é gratuita. / B.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.