Renata Reps/Estadão
Renata Reps/Estadão

Cenários líricos pelo litoral

Vários passeios de barco partem do porto de Sudak com destino às praias e cidades vizinhas. Há duas opções principais: o passeio pelo leste e pelo oeste da cidade.

SUDAK, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2013 | 03h13

As praias a oeste são mais próximas e menos concorridas, e a viagem vai das 14h30 às 20 horas, com direito a show de golfinhos na parada final, em Koktebel. Esse passeio custa 28 e atende bem às necessidades dos turistas que terão mais tempo para ir por conta própria às praias situadas ao leste de Sudak. Não há momentos de descida do barco antes da chegada a Koktebel.

A segunda opção exige mais boa vontade. O grande barco deixa o porto de Sudak pontualmente às 7 horas e não volta antes das 22h30. É um ritmo bastante puxado, sob sol e vento fortes, principalmente para quem viaja com crianças.

Se o dia estiver bonito, no entanto, é uma das mais belas excursões da Crimeia. As paradas, feitas em intervalos regulares, não se dão exatamente nas praias, mas, principalmente, em monumentos históricos. É o caso da Fortaleza Genovesa, construída em 1371, que abriga dois castelos, um voltado para o mar e outro para a cidade de Sudak. Construídos sobre uma grande rocha à beira mar, remetem aos contos de fadas.

Um pouco adiante, por volta das 10h30, o barco para no Jardim Botânico de Nikita, em pleno litoral do Mar Negro. A área de pouco mais de 1 hectare abriga 50 mil espécies de plantas, um belo e bem cuidado jardim que faz parte da Academia Ucraniana de Ciências Agrárias.

De cinema. Às 14 horas, pausa na cidade de Alupka para conhecer outro palácio, o imponente Castelo de Vorontsov, que já serviu de cenário para vários filmes russos devido à sua beleza arquitetônica.

Por volta das 17 horas, o barco chega ao castelo conhecido como Ninho de Andorinha, também situado sobre uma imensa rocha às margens do Mar Negro. De estilo neogótico - o prédio data de 1912 -, fica em frente a uma pequena praia de água morna onde é possível se refrescar caso esteja cansado das visitas aos monumentos. Atenção: fique atento ao relógio para não perder a saída do barco.

A embarcação chega ao destino final de Yalta por volta das 19 horas, ainda sob a luz do sol, onde também faz pausa de uma hora antes de voltar a Sudak.

Ajuda virtual. O passeio, todas as paradas e os monumentos são detalhadamente explicados por um guia, mas tudo em russo. O que eu fiz foi pedir um itinerário na véspera, quando fui comprar o bilhete, para checar o que cada palavra queria dizer em um tradutor online e, assim, saber por onde eu estaria passando em cada horário.

De qualquer forma, não deixa de ser um pouco angustiante, mas você pode dar a sorte (que eu não tive) de encontrar algum turista no mesmo barco que fale um pouco de inglês para explicar um detalhe ou outro.

O preço do programa completo é 39 por pessoa, mas os bilhetes de entrada para cada atração, que variam entre 3 e 5 cada, não estão incluídos. / R.R., ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.