Cinco dos hotéis mais antigos do mundo. E o segredo de seu sucesso

Alguns são famosos. Outros, bem desconhecidos. Há os simplesinhos - e também os que, ao longo dos séculos, se tornaram sinônimo de luxo e excelência. Em comum, o fato de serem considerados os hotéis mais antigos em atividade nos seus respectivos países. Na nossa lista de campeões de longevidade, o pódio ficou, indiscutivelmente, com o representante do Japão. Trata-se do Hoshi Ryokan, que você vê na foto ao lado.

Mônica Cardoso, O Estado de S.Paulo

13 Julho 2010 | 02h30

Hoshi Ryokan

Ishikama, Japão

Os hóspedes são recebidos com a tradicionalíssima cerimônia do chá, ganham um quimono de algodão bem leve para dormir (chamado de vukata) e passam as noites sobre futtons - não há camas à vista. Tudo como nos idos de 717. Sim, você leu direito: 717. O hotel mais antigo do mundo, segundo o Guinness Book, é administrado pela mesma família há 46 gerações e procura se manter tal e qual idealizado pelo patriarca Hoshi. Foi ele, por exemplo, que deu nomes poéticos aos quartos do ryokan.

Segundo a lenda, o sacerdote budista Taicho Daishi teve um sonho com o deus do Monte Hakusan, que lhe contou sobre uma fonte subterrânea na aldeia de Awazu. Depois de encontrá-la, o sacerdote pediu ao discípulo Garyo Houshi que construísse um hotel no local. E a promessa foi cumprida. Preço: varia conforme a estação do ano. Agora, a diária do quarto duplo mais barato custa 11 mil ienes (aproximadamente R$220). Mais: ho-shi.co.jp.

Ritz

Paris, França

O hotel mais lendário da França é também o mais antigo em funcionamento na capital do país. O prédio que desde 1898 domina a Place Vendôme sobra nos quesitos requinte e história. Um quarto do Ritz serviu, por 37 anos, como lar de Coco Chanel. Hemingway costumava tomar naquele bar doses fartíssimas de uísque e bloody mary (sem mencionar que ele também simulou "liberar" o hotel em 1944, durante a 2ª Guerra Mundial). Quem se hospeda ali está pertinho do Louvre, do Jardim das Tulherias, dos cafés e lojas da Rue de Rivoli. Diária para casal a partir de 550. Informações: ritzparis.com.

Parador de Santiago

Santiago de Compostela,

Espanha

Construído por ordem dos reis católicos Isabel de Castela e Fernando de Aragão, em 1499, para servir de hospedaria e hospital de peregrinos, o enorme prédio que mescla os estilos gótico e renascentista está invariavelmente na lista de atrações de quem visita a cidade. Afinal, logo ao lado, fica a famosa Catedral de Santiago, onde milhões de fiéis passam todos os anos. O que o hóspede encontra no parador são paredes de pedra forradas de história, bem preservadas testemunhas do período pós-Reconquista. Outro destaque do hoje cinco-estrelas é a gastronomia galega, com peixes e carnes preparados com receitas ancestrais. Fica na Praça do Obradoiro e tem diárias para casal custam a partir de 275. Mais informações: paradores.es.

Pilgrimhaus

Soest, Alemanha

Como o nome sugere, este simpático hotel aberto em 1304 também tem em suas origens a peregrinação até a espanhola Santiago de Compostela. E a tradição de receber bem os viajantes foi mantida. Quem está hospedado por lá em 25 de julho, dia de Jakobus - o nosso São Tiago, pai dos peregrinos -, é convidado a brindar com um golinho de uma bebida centenária, encontrada durante a restauração do hotel. No restante do tempo, delicie-se com pratos inspirados na época da inauguração, feitos à base de cordeiro e pato. E tome a cerveja fermentada, de criação de Fritz Andernach, representante da família que, por gerações, cuida do Pilgrimhaus. Fica na Jakobistrasse, 95. Diária a partir de 98. Mais informações: pilgrimhaus.de.

The Old Bell Hotel

Malmesbury, Inglaterra

As grossas paredes de pedra, o forro do teto de madeira e boa parte da antiga mobília são originais, do século 13. Mas o hotel aberto em 1220 ganhou toques de modernidade nos quartos e na bem aparelhada academia de ginástica. Uma curiosidade: os moradores da cidade acreditam que um fantasma ronda a propriedade. É a Dama de Cinza, cujo retrato está pendurado em uma das paredes do restaurante. Ela foi deixada esperando no altar no dia do casamento e agora perambula pelo ''Velho Sino'' procurando seu amor desaparecido. Diária para casal por a partir de 185 libras. Informações: oldbellhotel.co.uk.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.