'Com os deuses', em um castelo na praia

No Pezula Resort, o significado do nome do hotel já anuncia a vida boa. O luxuoso complexo tem um anexo no Índico

Bruna Tiussu e Mônica Cardoso, O Estado de S.Paulo

25 Maio 2010 | 01h54

Na língua shona, Pezula significa "lá em cima com os deuses". Nada mais adequado para um hotel que fica no ponto mais alto de uma montanha, com vista para o Oceano Índico e a bela natureza das Montanhas Outeniqua. Não à toa o premiado Pezula Resort Hotel, em Knysna, na Rota Jardim, foi escolhido pela seleção francesa para se hospedar na Copa do Mundo.

O enorme complexo oferece piscinas ao ar livre, campo de golfe profissional, sala de ginástica com personal trainer e quadras de tênis e futebol. Se a ideia é relaxar, siga para o spa, onde são oferecidos mais de 50 tratamentos estéticos e de relaxamento, como massagens a quatro mãos. Para terminar, piscina aquecida e sauna seca ou a vapor. Se preferir mais emoção, o hotel oferece cavalgada, canoagem, mergulho, mountain bike e escalada. No restaurante Zachary"s, prove as famosas ostras de Knysna.

Para quem quer exclusividade total, a opção é se hospedar nos três castelos do hotel na deserta praia de Noetzie. O prédio principal, construído na década de 1920, foi restaurado e recebeu uma caprichada decoração.

Isolada do restante do complexo, a paisagem bucólica é o cenário ideal para uma lua de mel. Um chef de cozinha prepara o cardápio escolhido pelo hóspede, que pode incluir um piquenique à beira-mar com queijos, sobremesas e vinhos.

Com capacidade para dez pessoas, a diária dos três prédios custa 90 mil rands (R$ 21,2 mil), com alimentação e bebida incluídas. Um porta-retrato com foto do ex-presidente Nelson Mandela revela que ele se hospeda ali com frequência. Mais informações: www.pezula.com.

Mordomia em lodges. Quem prefere juntar luxo com vida selvagem pode se hospedar nas redondezas do Kruger Park, em Nelspruit. Ali, lodges com serviços super-exclusivos atraem celebridades como Angelina Jolie, David Beckham e Elton John. Pela bagatela de cerca de R$ 800 a diária (muitas atividades são cobradas à parte), o turista aproveita a mordomia, com profissionais treinados especialmente para bem servi-lo. Os lodges oferecem aventuras na savana, spas requintados, boa gastronomia, infraestrutura esportiva completa e quartos elegantes. Conheça ao lado algumas dessas opções.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.