Interlaken Tourismus/Divulgação
Interlaken Tourismus/Divulgação

Combinando Paris e Suíça no inverno

Vamos à Europa em janeiro para ficar 13 dias. Chegamos por Paris e gostaríamos de esticar à Suíça e à Bélgica. O que recomenda? (Francisco e Ana Paula, São Paulo).

Ricardo Freire,

30 Julho 2013 | 14h45

A Bélgica e a Suíça estão em direções opostas a Paris. É melhor escolher uma das duas. Caso escolham a Bélgica, dá para seguir a Holanda ou Colônia, na Alemanha. No auge do inverno, porém, a Suíça é uma opção bem mais atraente.

Com temperaturas gélidas e dias curtos, há dois tipos de destinos recomendáveis na Europa: as cidades grandes, onde há muito o que fazer em ambientes fechados, e as estações de esqui, onde o frio e a neve são uma curtição e não um estorvo. Paris com Suíça dá uma ótima combinação. Numa primeira viagem a Paris, a permanência mínima ideal é de 7 dias. Sugiro dividir a estada em duas partes, intercalando com a ida à Suíça.

Passem os cinco primeiros dias em Paris. Comprem um Paris Museum Pass de 4 dias; aproveitem para dividir a ida ao Louvre em duas ou três visitinhas curtas. Num dia bonito, comprem o passe de um dia do Batobus, o barco-ônibus que percorre a melhor parte do Sena.

No sexto dia, peguem o trem a Lucerna, minha cidade beira-lago favorita na Suíça. Fiquem dois dias: ao chegar, explorem o centro histórico; no dia seguinte, façam um passeio de barco pelo Lago Lucerna.

Para seguir viagem, usem o serviço Fast Baggage das ferrovias suíças, que permite que vocês despachem as malas para um destino mas parem em outro no meio do caminho. A ideia é sair cedo, mandar as malas direto para Interlaken, mas descer inicialmente em Berna, a 60 minutos. Passeiem pelas arcadas medievais da cidade antiga, visitem os ursos no Bear Park e almocem com vista para o rio.

De Berna a Interlaken são mais 60 minutos. Fiquem três noites. Nos dois dias inteiros que terão disponíveis, subam duas vezes à montanha Jungfrau: numa, para ir ao Top of Europe, a mais alta estação de trem da Europa; e na outra, para visitar com calma os vilarejos alpinos de Wengen e Grindenwald.

De Interlaken a Paris são 5 horas de trem, com baldeação na Basileia. Marquem para essa segunda parte da estada parisiense a subida à Torre Eiffel. Programem também uma extravagância gastronômica, num restaurante que tiver chamado a sua atenção na primeira parte da visita. Voltem a algum lugar favorito. Vocês vão ter, numa mesma viagem, duas experiências maravilhosas: ir a Paris, que é ótimo, e voltar a Paris, que é melhor ainda...

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.