Dominic Ebenbichle|Reuters
Dominic Ebenbichle|Reuters

De monstro a maçã de presente, veja tradições de Natal pelo mundo

Na China, você pode ganhar uma maçã de presente e na Áustria, ser abordado por um monstro; veja mais costumes

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2015 | 02h12

Enquanto você lê este texto, é bem provável que o cardápio de sua ceia natalina já esteja definido. Com algumas variações, a casa brasileira tem peru ou chester, um pavê para nunca perder a piada, frutas secas e nozes. Amigo secreto e troca de presentes são de praxe. Mas como é no resto do mundo? Confira os costumes em outros países.

China

A professora de mandarim Sisi, do canal do YouTube Pula Muralha, conta que a noite do dia 24 de dezembro é um dia de fazer compras. “São muitas ofertas, então todo mundo aproveita”, conta ela. As lojas têm decoração tradicional, cheia de luzes e música. Um costume que vem se tornando popular entre os jovens é o de presentear alguém com uma maçã decorada. “O Natal é considerado uma noite de paz, segurança, e a palavra ‘maçã’ em chinês tem uma pronúncia muito parecida com segurança”, explica. Na China, a data de reunir a família é o Ano Novo Chinês, em fevereiro.

Áustria

 

Nas casas austríacas, as luzes da árvore de Natal só são acesas pela primeira vez às 19 horas do dia 24. A carpa também é comum à mesa, assim como carne de pato ou ganso. Quem traz os presentes para as crianças boas é o Christkind (Menino Jesus) – as más são punidas pelo Perchta (ou Krampus). Em muitas cidades (e países vizinhos), a Noite do Krampus reúne dezenas de pessoas vestidas como a figura monstruosa.

Japão

Assim como a China, o Japão não é um país católico e o Natal não é feriado. Ainda assim, as ruas ganham uma decoração exuberante. Outro costume é o de comer o Christmas cake, um bolo decorado. Os pais deixam no travesseiro dos filhos um kit com brinquedos e doces, dentro de uma botinha natalina. Para os japoneses, o 1º de janeiro (ano-novo) tem mais significado. 

Martinica

Território francês no Caribe, a ilha exibe uma mescla de costumes à mesa. O prato principal é o tender defumado e caramelizado, biscoitos quentes, inhame, boudin crele (linguiça apimentada), ragu de porco com ervilhas e bûche de Noël, sobremesa típica da França servida na época natalina. Para acompanhar, licor de laranjas e tangerinas com rum (shrubb). 

República Checa

A ceia no país tem como prato principal a carpa. Luiz Fernando Destro, diretor do Czech Tourism, explica que, por ser um país sem mar, o peixe é um dos alimentos mais valorizados. “Ela normalmente é frita, acompanhada de salada de batatas”, diz. “Nas feiras de Natal, há tanques com carpas vivas para as famílias escolherem.”

 

Mais conteúdo sobre:
Natal Tradição Viagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.