Cleiton Thiele/Serra Press/Divulgação
Cleiton Thiele/Serra Press/Divulgação

Delícias de inverno em clima de montanha

O friozinho que chega ao anoitecer é um convite para se esbaldar no cardápio tipicamente invernal dos restaurantes de Gramado. Festivais de fondue são os mais procurados - casas tradicionais como Le Petit Clos e Le Chalet têm preço médio de R$ 85 para duas pessoas - , seguidos de pratos como o raclette (onde o queijo derretido na hora é servido acompanhado de batata, picles ou lombo defumado), massas e risotos.

GRAMADO, Bruna Tiussu /O Estado de S.Paulo

11 Dezembro 2012 | 02h08

Durante as celebrações de fim de ano, alguns endereços enfeitam não só o ambiente como também o menu. O Madre Café (54-8409-7652) inova com sua bruschetta natalina (R$ 26,90), que leva chester defumado, fios de ovos e abacaxi.

O prato javali Natal Luz, ao molho de uva rubi e acompanhado por risoto de sete cereais, é incorporado ao cardápio do Bistrot Brillat (R$ 52,7o o prato individual), enquanto o Mamma Pasta (54- 3286-5107) capricha no tagliatelle chianti, com molho de nata, nozes e manjericão fresco (R$ 58 para dois). De sobremesa, um panetone coberto com chocolate, amêndoas tostadas e sorvete de avelã. Como ser mais natalino?

Apetite. O farto café colonial é outra especialidade da Serra Gaúcha, ideal para quem tem apetite de sobra. A mesa é amplamente ocupada por produtos tão díspares como vinho tinto e leite quente, ou ainda polenta frita e waffles. Prove no Coelho Café Colonial, outro endereço cheio de histórias da cidade.

Quanto às delícias-símbolo de Gramado, nem é preciso procurá-las. Caminhe por qualquer direção que logo dará de cara com uma das fantásticas fábricas de chocolate local. Visite uma (ou todas?) para experimentar a guloseima em barra, trufas ou o delicioso chocolate quente. As de longa data no mercado do produto artesanal são: Prawer, Caracol, Lugano e Florybal.

 

O que trazer Chocolate: Garanta espaço na mala para seus favoritos - também é boa opção de lembrancinha local

Produtos da fazenda: Com pães e cucas fresquinhos, a Casa do Colono é o endereço mais tentador da cidade. Ainda há geleias, mostardas, queijos... Tudo produzido na zona rural

Enfeites: Já que é época de Natal, leve guirlandas, velas e outros enfeites para a decoração de sua casa

 

 

O que levar

Dia: Com o verão logo aí, a temperatura durante o dia pode passar dos 30 graus. Use protetor solar e óculos escuros

Noite: Porém, mesmo durante a estação mais quente do ano, o frio e ventinho gelado chegam ao entardecer. Leve malhas e jaquetas na mala

Dinheiro: É necessário para pagar em alguns cafés, lojinhas e barracas da Vila de Natal, que não aceitam cartão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.