Gregg Newton/Divulgação
Gregg Newton/Divulgação

Disney

Epcot, Magic Kingdom e Disney Springs

Everton Oliveira, Julia Ribeiro de Lima e Julio Pacheco, O Estado de S. Paulo

19 Julho 2016 | 04h55

EPCOT E MAGIC KINGDOM

Princesas e seus encantos

Em pleno calor tórrido do verão da Flórida, é no gelo de Arendelle que está a principal atração da Disney para esta temporada. As princesas Elsa e Anna acabam de ganhar residência fixa no pavilhão da Noruega, dentro do Epcot. O brinquedo Frozen Ever After é um carrinho em forma de barco viking para todas as idades, bem tranquilo, que passeia sobre trilhos entre os cenários gelados do filme Frozen. No fim, passe pelo Royal Summerhus para um encontro – e a foto, claro – com as princesas em pessoa. 

O simulador Soarin, que durante muito tempo encantou visitantes com um sobrevoo de asa-delta às paisagens da Califórnia, foi reinaugurado há menos de um mês, repaginado. O passeio agora leva a pontos turísticos de todo o planeta, como a Opera House de Sydney, Monument Valley no Colorado e até as nossas Cataratas do Iguaçu. Bem perto do Soarin, a atração Turtle Talk, estrelada pela tartaruga Crush, de Procurando Nemo, ganhou novos integrantes: os personagens da animação Procurando Dory, claro. O Epcot Character Spot ganhou mais personagens na área Baymax: a Alegria e a Tristeza de 

Divertidamente.

Ao se transferirem definitivamente para o Epcot, Elsa e Anna deixaram vagas abertas no Princess Fairytale Hall, no Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney – onde fica o Castelo da Cinderela. No lugar das moradoras de Arendelle agora estão Tiana (A Princesa e o Sapo) e Aurora (A Bela Adormecida). O ingresso do Epcot começa em US$ 97, para 1 dia. O Magic Kingdom custa a partir de US$ 105. Há combos com descontos: disneyparks.disney.go.com.

DISNEY SPRINGS

Comida, diversão e arte

Fora da área dos quatro parques temáticas e dos dois aquáticos (Typhoon Lagoon e Blizzard Beach), o epicentro da vida noturna, gastronômica e do entretenimento no Walt Disney World Resorts – que conta com 28 hotéis – é a área que até meados do ano passado era chamada de Downtown Disney. O antigo “centro da cidade” dobrou de tamanho com arquitetura inspirada na Flórida do século 19 e ganhou mais restaurantes, lojas e opções de diversão. Em julho e agosto, está em plena festa de reinauguração, com espetáculos musicais ao ar livre, decoração especial e muitas surpresas, especialmente no fim da tarde, quando o movimento aumenta.

Town Center é a mais recente área aberta ao público. Povoada por marcas como Zara, Kate Spade, Lacoste, Sephora e Uniqlo, está promovendo descontos para atrair os compradores. 

A alta gastronomia é uma aposta de Disney Springs para se consolidar como o lugar para se estar em Orlando – como não cobra ingresso, a área é frequentada também por moradores. O conceituado restaurante japonês Morimoto é um dos que abriram uma casa ali, com suas famosas receitas contemporâneas e uma carta de saquês que inclui até uma versão espumante. The Boathouse, com decoração inspirada em uma casa de barcos, é outro restaurante imperdível. Além da vista para o lago, repleto de táxis aquáticos e carros anfíbios nos quais turistas podem dar uma voltinha (US$ 125 por carro), a comida é ótima. Prove a lagosta ou o suculento filé mignon. Ah, sim: pizza, cachorro-quente, cupcakes e todo o grande elenco do mais típico fast-food americano também são facilmente encontrados, em restaurantes e food trucks. 

Disney Springs tem ainda teatro do Cirque du Soleil – La Nouba já é um clássico –, cinema, pista de boliche e casa de blues. E lançou um site bem completo com a programação, o disneysprings.com. 

ANIMAL KINGDOM

A noite é uma criança

O novo horário de funcionamento que o Animal Kingdom adotou no finzinho de maio – adiou o fechamento diário das 18 para as 23 horas – abriu uma série de novas possibilidades. Já não dá mais para pensar no caçula dos parques Disney, que acaba de chegar aos 18 anos, como um lugar rápido de se visitar. 

A Árvore da Vida, símbolo do Animal Kingdom que fica perto da entrada, ganhou projeções que “acordam” todos os animais entalhados no tronco. 

A escuridão trouxe também um emocionante espetáculo de águas e luzes em homenagem a Mogli, o Menino-Lobo no lago da Discovery Island. Há imagens da versão de 2016 do filme, como o realista tigre Shere Khan. Espere ouvir os sucessos do filme como a música Somente o Necessário. A atração é temporária: embora ainda sem data definida, será substituída pelo show Rivers of Light, que vai celebrar a natureza.

Brinquedos icônicos como a montanha-russa Expedition Everest ganharam iluminação especial noturna. Outra novidade é poder embarcar nos caminhões do Kilimanjaro Safári para observar os hábitos noturnos de animais da savana como leões, elefantes, hipopótamos e hienas. A aguardada estreia da área de Avatar está confirmada para 2017. Ingressos do Animal Kingdom começam em US$ 97.

Em pleno processo de reformulação, o parque Hollywood Studios é o que vem recebendo as atrações relacionadas ao novo momento da saga Star Wars, com área de games, lojas, simulador e filmes. Ingressos também começam em US$ 97. 

Mais conteúdo sobre:
Orlando

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.