A PORTRAIT OF OSCAR WILDE| RREPRODUÇÃO
A PORTRAIT OF OSCAR WILDE| RREPRODUÇÃO

Dublin - Oscar Wilde e Lord Alfred Douglas

Amor proibido de escritor irlandês o condena a dois anos de prisão e abala sua reputação, mas paixão pela arte, por Alfred e pela cultura sobrevivem na capital da Irlanda

O Estado de S.Paulo

06 Junho 2017 | 04h30

“Me ame para sempre, me ame para sempre. Você tem sido o melhor, o perfeito amor da minha vida”

--Oscar Wilde para Lord Alfred Douglas

Oscar Wilde foi um escritor, dramaturgo, poeta e crítico irlandês do fim do século 19. Nasceu em Dublin no ano de 1854 e é um dos célebres cidadãos da capital da Irlanda. Ganhou notoriedade pelo seu trabalho, mas também pela sua vida amorosa. Foi casado com Constance Lloyd por nove anos, mas nos dois últimos anos do seu casamento, também manteve um relacionamento com Lorde Alfred Douglas.

A relação durou anos até que, em 1895, Oscar processou o Marquês de Queensberry, pai de Alfred, por difamação. O nobre não escondia de ninguém que era contra a relação do filho, mas jogava a culpa do “crime de homossexualidade” em Oscar. Wilde perdeu a causa e foi sentenciado a dois anos de prisão por indecência grave.

 

Durante o tempo em que ficou preso, escreveu uma série de cartas para o amado, publicadas postumamente sob o título De Profundis (208 p., R$ 32,50, na Livraria Cultura). Deixou a prisão com a saúde debilitada e a reputação abalada. Morreu em Paris em 1900, mas a sua paixão pela arte, por Aldred e pela cultura sobrevivem em Dublin.

O Tour Wilde Journey (bit.ly/dublinwilde) aponta os principais pontos em que o autor passava pela cidade. Entre eles, a National Gallery of Ireland, lugar que inspirou obras do autor (aos sábados, às 12h30, e domingos, às 11h30, 12h30 e 13h30, tours gratuitos das exposições permanentes; bit.ly/galleryie). Outra parada obrigatória, mesmo que fechada para visitação, é a casa em que viveu sua infância, na Number One Merrion Square, e que hoje funciona como a American College Dublin. Ela fica  bem em frente à estátua feita em sua homenagem na Merrion Square. A Trinity College é outro passeio que não pode faltar. Foi lá que Oscar frequentou a universidade, até ganhar uma bolsa de estudo em Magdalen College, Oxford (Inglaterra). O instituto oferece visitas guiadas (14 euros ou  R$ 51 em bit.ly/trinityie).

 

Leia mais: Todas as dicas do Viagem para a Irlanda e Irlanda do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.