E dá-lhe água: no mesmo lugar, aquário, show e parque de piscinas

Pouca iluminação, âncoras e coletes salva-vidas jogados em um canto, barulho de ranger de tábuas. A sensação é a de estar em um navio afundado. Sim, estamos dentro de um enorme barco que chegou a Durban, não se sabe como, há quase um século, e se transformou em parte do uShaka Marine World (www.ushakamarineworld.co.za), o maior parque temático do continente africano.

DURBAN, O Estado de S.Paulo

25 Maio 2010 | 01h55

Mais de 280 espécies vivem nos 32 tanques do aquário, o quinto maior do mundo. Algumas são bem curiosas como o shrimpfish, verde, estreito e que parece uma vagem, ou os peixes-pedras, capazes de permanecer imóveis por horas. O passeio custa 99 rands (R$ 23). O visitante pode mergulhar com snorkel em um tanque que recria o ambiente de recife, com corais e peixinhos, por 50 rands (R$ 12).

Mas os astros do aquário são as 15 espécies de tubarões, todos sul-africanos, como o branco, o cabeça-chata e o martelo. Os enormes peixes passam rente ao vidro fino, encarando os visitantes. Os corajosos podem mergulhar, dentro de gaiolas, entre os temíveis animais. Outra opção: usando capacete, parecido ao de um escafandro, conectado a cilindro de oxigênio. Nesse caso, é possível caminhar no fundo do tanque, entre os tubarões (100 rands, ou R$ 23,50).

As crianças também têm diversão garantida nas apresentações do Sea World, com shows de golfinhos, focas e pinguins. Muitos deles vieram doentes e foram reabilitados pelo Instituto Oceanográfico, localizado no uShaka. Há ainda piscinas e tobogãs do Wet"n Wild (99 rands, ou R$ 23). Para quem quer só relaxar, a alternativa é conhecer o parque deslizando em uma boia pela correnteza do rio artificial que circunda o complexo. / M.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.