Viagem

Especial de férias: no Nordeste, descubra o melhor São João do País

Na quinta reportagem de destinos para as próximas férias, veja as festas que embalam milhões, com trios de forró, quadrilha e famosos

03/06/2015 | 00h00    

Nathalia Molina - Especial para O Estado de S. Paulo

Caruaru abriu os festejos no Nordeste

Caruaru abriu os festejos no Nordeste Foto: Renand Zovka

“O forró daqui é melhor do que o teu, o sanfoneiro é muito melhor.” Como na letra de É Proibido Cochilar, Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, em Pernambuco, disputam o título de melhor São João do Brasil. Nessa competição, ganha quem visita os dois municípios, distantes em torno de 150 quilômetros. A expectativa de ambas é a mesma: receber 2 milhões de pessoas.

Há artistas que se apresentam nas duas. Em Caruaru, Elba Ramalho sobe ao palco na abertura da festa, no próximo sábado, e é aguardada em Campina Grande na véspera de São João. Waldonys leva o som de seu acordeon às duas cidades e ainda toca em Mossoró, outro polo festivo no Nordeste, no Rio Grande do Norte.

Caruaru tem 60 shows de artistas de diversos estilos até o fim da festa, em 29 de junho – consulte a programação em saojoao.caruaru.pe.gov.br. Com seis polos de animação, há espaço até para quem não toca ritmos juninos. Margareth Menezes canta em 24 de junho. No dia 27, Zezé di Camargo e Luciano animam umas das quatro matinês, voltadas ao público mais jovem.

Em 2015, as novidades incluem um passeio ciclístico e uma corrida de rua, embalados por forró. Bom para queimar calorias das comidas típicas. Lá elas são gigantes: canjica, mungunzá e bolo de milho feitos em versões avantajadas, tradição do São João local.

Em Campina Grande (saojoaodecampina.com.br), quadrilhas se apresentam no Parque do Povo, lugar também dos principais shows. Entre 5 de junho e 5 de julho, os organizadores prometem mais de 1,2 mil horas de música com a ajuda de 200 trios de forró. Para sustentar o pique, são previstos em torno de 200 quiosques de bares e restaurantes.

Quem passar por Campina Grande pode aproveitar para levar uma peça de artesanato regional. Na Vila do Artesão, 77 lojas exibem o trabalho de cerca de 300 artesãos.

Desfile de quadrilhas, feira de artesanato e festival de humor estão no Mossoró Cidade Junina, realizado de 6 a 28 de junho. Na cidade do Rio Grande do Norte, aos domingos, os shows resgatam o caráter religioso da festa. Na sexta e no sábado, o palco é de artistas como Gusttavo Lima.

Luan Santana é a novidade na capital de Sergipe. Entre 19 e 29 de junho, durante o Forró Caju, shows animam o público na Praça Hilton Lopes. O forró predomina no casarão erguido em homenagem à cantora Clemilda, ícone das canções de duplo sentido dos anos 1980.

Em São Luís, o som é outro. O bumba-meu-boi domina os bairros da capital do Maranhão de meados de junho até o fim do mês, com desfile de grupos tradicionais.

PARINTINS: BOI DÁ SEU 50º ESPETÁCULO

Festival de Parintins

Festival de Parintins Foto: JPLima/Amazonastur

A festa, sempre no último fim de semana de junho, divide a amazonense Parintins em duas cores: vermelho, do boi Garantido, e azul, do Caprichoso. A paixão pelo boi é tão grande que já fez patrocinadores do festival, como a Coca-Cola, criarem também versões azuis de suas tradicionais logomarcas. Em 2015, o evento celebra sua 50ª edição. Pacotes para os três dias (26, 27 e 28 de junho) estão à venda a partir de R$ 600 pelo ingressorapido.com.br/parintins.

*Na reportagem de quinta, 4, dicas do Mediterrâneo para quem quer fugir do inverno.