Vinícius Fonseca/Arquivo Pessoal
Vinícius Fonseca/Arquivo Pessoal

Esqueça os estereótipos. O destino certo é aquele dos seus sonhos

Ok, você decidiu que vai mesmo partir para um voo solo. Como escolher o destino? Para uma primeira vez, considere viajar por poucos dias e para um lugar mais fácil, para testar-se em sua própria companhia. Paraty, no litoral sul do Estado do Rio, é perfeita: tem praia, paisagens lindas, centrinho histórico de cair o queixo, compras, gastronomia, um calendário de eventos bacanas que se estende pelo ano todo... Site oficial: pmparaty.rj.gov.br.

O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2012 | 03h08

Jericoacoara, no Ceará, é ao mesmo tempo isolada e cosmopolita, com viajantes do mundo todo. Lá nem é preciso se esforçar: a própria pousada encontra outros turistas sem companhia para rachar passeios com você.

Partir para grandes cidades, como metrópoles europeias, Nova York, Toronto ou mesmo o Rio, é outra decisão segura. A jornalista Mari Campos se declara fã de cidades agitadas e com pegada universitária, como a espanhola Salamanca e a mineira Ouro Preto. Mas cada viajante solo tem suas preferências. "A Tailândia é segura, tem cultura de mochileiros e tudo é barato", diz a instrutora de mergulho Giovana Lerda, que caiu na estrada sozinha pela primeira vez aos 16 anos.

O biólogo e fotógrafo Vinícius Fonseca, que varia não apenas destinos, mas também meios de transporte - vai de moto, bicicleta e até a pé - indica o Uruguai. "É maravilhoso e seguro, as pessoas são extremamente receptivas e educadas."

Cuidados. Claro que há expectativas a considerar e cuidados a tomar. Evitar uma região em conflito, por exemplo, deve ser precaução básica para todo turista. E é bom saber que o viajante solo costuma ser alvo preferencial de estereótipos. Agências de viagem, por exemplo, têm a incômoda tendência de acreditar que quem embarca sozinho necessariamente quer balada. Não, né?

Fugir deles, dos malfadados estereótipos, é algo que se deve ter em mente na hora de definir o roteiro. Você deve ir para onde tem vontade e ponto final. Ainda que digam que Paris é para casais e a Turquia, difícil demais para uma mulher desacompanhada. Apenas recolha o máximo de informações sobre o destino, suas melhores atrações e como são feitos os passeios. E vá em frente. Afinal, para onde ir é uma questão pessoal. Não é disso que se trata uma viagem solo? / M.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.