Próxima Ventura
Próxima Ventura

Férias com o pet a tiracolo

Nada de deixar seu bichinho para trás: em Socorro, ele é bem-vindo não apenas em hotéis, mas também em passeios cheios de emoção pelo Rio do Peixe. Confira as opções

Karen Abreu , Especial para O Estado de S. Paulo

19 Dezembro 2017 | 04h50

Esqueça os passeios curtos e corridos com seu cachorro. No período de férias, ele também merece viajar e se divertir. Socorro, cidade paulista a 138 quilômetros da capital, em meio às montanhas da Serra da Mantiqueira, está entre os principais destinos pet friendly (amigáveis a bichos de estimação) do Brasil. Ou seja: além ser bem-vindo em meios de hospedagem preparados para recebê-lo, seu cão poderá participar de atividades (com emoção) junto com o dono, em meio à natureza. Abaixo, selecionamos as principais opções na cidade. 

Stand up paddle (SUP)

As águas do Rio do Peixe são palco para o SUP Dog, oferecido pela empresa D’ Pé Na Prancha (R$ 90 para dono e cachorro; facebook. com/dpenaprancha). Na versão canina do esporte, o dono rema e o pet segue com ele na prancha, rio abaixo, até a Cachoeira Central, alcançada 1h30 depois do início do tour. Como o trajeto, de 900 metros, é todo percorrido em águas calmas, os instrutores garantem que é fácil manter o equilíbrio sobre a prancha e direcioná-la para a margem do rio, onde a dupla pode interagir com a natureza.

No bote

O bote é o mesmo do rafting, mas o passeio em que dono e cachorro vão juntos é mais tranquilo, em trechos de remanso do Rio do Peixe. No tour da PróximAventura, você, seu cão e amigos podem participar juntos, percorrendo o rio ao longo de uma hora, com direito a se jogar n’água em alguns momentos para se refrescar do calor. O preço é de R$ 120 para o participante e seu bichinho.

Hora de dormir

Depois de um dia de aventuras, é mais do que bem-vindo ter um cantinho para descansar – e onde o pet seja bem recebido, claro. Em Socorro há muitas pousadas, hotéis-fazenda e chalés que aceitam animais como hóspedes. A demanda é tamanha que, em alguns casos, os visitantes que viajam com animais de estimação (incluindo aí gatos, coelhos e até passarinhos e tartarugas) representam quase 50% da ocupação. 

Os locais diferem na estrutura oferecida e têm regras para aceitar pets, incluindo tamanho do bicho, se está com a vacinação em dia e mesmo restringindo o vaivém do animal em alguns espaços. Na hospedagem propriamente também há diferenças: há lugares em que o animal pode ficar no quarto, junto com o dono, e outros que oferecem canil individual. Assim, é preciso se informar bem para escolher a hospedagem que deixe proprietários e bichinhos satisfeitos. 

Parque dos Sonhos

Famoso por atividades como a tirolesa voadora – na qual o aventureiro desliza de bruços pelo cabo de aço, a 140 metros de altura, com a sensação de estar voando –, o Hotel Fazenda Parque dos Sonhos dá as boas-vindas não apenas a cães, mas também a aves, gatos e outros animais de estimação. Ali, o pet pode dormir no quarto, junto de seu dono, ou ficar num canil onde os animais, separados uns dos outros por uma cerca, ocupam casinhas individuais. Além disso, algumas das 30 acomodações do hotel contam com canis acoplados, indicados principalmente para quem tem cachorro de grande porte. 

A casa oferece ainda recipientes de comida e água para o pet, assim como sanitário higiênico e cata-caca para ninguém deixar de recolher o cocô de seu bichinho durante um passeio. Em contrapartida, pede ao responsável que apresente a carteira de vacinação do bicho, que deve estar sempre acompanhado do dono e ser conduzido na coleira. 

O sistema para receber hóspedes caninos é o mesmo no Hotel Fazenda Campo dos Sonhos, integrante do mesmo grupo hoteleiro. Diárias a partir de R$ 300; pets não pagam taxa extra. 

 

Chalés Santa Catarina 

Nos Chalés Santa Catarina, o animal pode ficar no quarto junto com o dono. Mas se você quiser der um passeio sem o animalzinho, sem problema: é só deixá-lo no canil existente na varanda da própria acomodação. No espaço do hotel, o cão deve circular sempre na coleira e acompanhado do dono, que tem a obrigação de recolher as fezes e descartá-las, dentro de um saco, na lixeira externa do chalé. Tapetes higiênicos são oferecidos gratuitamente. O valor da diária para o pet é de R$ 20 por animal (são aceitos até dois bichinhos por chalé). Diárias para dois a partir de R$ 230 (de segunda a sexta-feira) e R$ 270 (fins de semana). 

 

Village Montana

Os donos também não precisam se separar de seus bichinhos no Hotel Fazenda Village Montana. No check-in, os pets ganham uma caminha para dormir confortavelmente, além de um kit de higiene. A diária pet custa R$ 50 (são aceitos até dois animais por acomodação). Diárias para duas pessoas custam a partir de R$ 299 durante a semana, e R$ 465 nos fins de semana. A circulação dos pets é proibida nas piscinas, no balneário e no restaurante. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.