Freio a disco e o kit de segurança (e conforto)

O site de uma das agências que organizam tours guiados de bicicleta pela Estrada da Morte deixa claro a que público o passeio é indicado: iniciantes com confiança ou experts. Mas, antes da confiança, é preciso muito bom senso ao avaliar seu nível técnico em cima da bike.

O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2012 | 03h10

Em La Paz há diversas empresas que promovem excursões diárias, que custam entre 400 e 690 bolivianos (de R$ 117 a R$ 202), de acordo com a qualidade da bike escolhida.

Todas têm freio a disco. Assim, não se deixe impressionar pelos modelos com suspensão turbinada caso não esteja acostumado a este tipo de equipamento - são bicicletas muito mais sensíveis e perigosas. Amortecedor dianteiro é mais que suficiente.

O preço também inclui capacete, roupas impermeáveis e um CD com fotos e vídeos da aventura. Água, refrigerante e petiscos durante a descida, mais o almoço e a piscina do hotel também fazem parte do pacote.

Outros itens úteis são protetor solar, óculos, luva e gorro. Um lenço ou cachecol é ótima pedida para o trecho mais frio. Antes de reservar, vale dar uma olhada, no local, no estado das bicicletas e pedir para checar todo o equipamento. As agências mais confiáveis são a Xtreme Downhill, a Gravity e a Madness. /F.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.