Amr Abdallah Dalsh|Reuters
Amr Abdallah Dalsh|Reuters

Grécia com Egito no fim do ano: vale a pena?

Escreva para viagem.estado@estadao.com

Ricardo Freire, O Estado de S. Paulo

30 Junho 2015 | 14h05

Agora que me aposentei, quero realizar o sonho de visitar a Grécia (preferencialmente) e o Egito. Mas como ainda advogo, só posso viajar entre 20 de dezembro e 20 de janeiro. É uma boa época para ir aos dois países? Vou sozinha. - Cláudia, São Paulo.

A Grécia no inverno tem o inconveniente do clima. Tanto em dezembro quanto em janeiro, Atenas registra entre 12 e 15 dias chuvisquentos; as ilhas ficam desinteressantes. A Grécia que temos na cabeça, de céus azuis e jantares ao ar livre, está em cartaz entre meados de maio e meados de outubro. Deixe para ir quando você puder viajar em junho ou setembro, com calor e sem a hiperlotação das férias europeias. 

Já o Egito é uma excelente escolha. Você vai pegar noites frias e dias agradáveis. O momento também é favorável: desde os tumultos da Primavera Árabe, os turistas têm evitado o país. Quem decide viajar encontra áreas seguras para turistas, bons preços e uma menor densidade demográfica de visitantes.

VEJA TAMBÉM: 8 dias no Egito em abril

Reserve três dias para o Cairo, para visitar as pirâmides, o Museu Egípcio, a Cairo islâmica (com o bazar Khan-el-Khalili) e a Cairo copta (cristã). Como mulher desacompanhada num país muçulmano que cultua valores bem tradicionais, você se sentirá melhor encaixando-se em passeios guiados. Pense em gastar US$ 40 a cada tour de van. 

Do Cairo, voe a Luxor ou Assuã para embarcar num cruzeiro pelo Nilo. É a melhor maneira de fazer todos os passeios essenciais do Vale dos Reis, em Luxor, Edfu, Kom-Ombo e Assuã. Há itinerários de 3, 4 ou 7 noites. Os de 3 noites vão de Assuã a Luxor; os de 4, de Luxor a Assuã; os de 7 usam barcos mais luxuosos, com tempo livre para aproveitar os confortos a bordo. Os preços nos mais simples começam em US$ 450 para 3 noites e US$ 550 para 4 noites (em ocupação dupla; pense num suplemento de US$ 150 a US$ 200 para ocupação single), com refeições e passeios. Se puder, combine o cruzeiro com um bate-volta aéreo de Assuã ao templo de Abu Simbel.

É uma viagem que vale muito a pena organizar com a ajuda de um agente de viagens. E se quiser combinar o Egito com outro país no lugar da Grécia, considere a Turquia: 5 dias em Istambul e 3 na Capadócia fazem um tour redondo; e como Turkish Arlines e Egyptair pertencem à mesma aliança aérea, você vai encontrar boas tarifas e conexões convenientes.

Mais conteúdo sobre:
Ricardo Freire África Grécia Egito

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.