Herança romana esquecida sob a areia

JERASH - Séculos de esquecimento depositaram grossas camadas de areia sobre Jerash. O que deu à cidadela do século 3.º a.C. o título de Pompeia do Oriente Médio, em alusão à vila italiana petrificada pela lava e cinzas do Vesúvio.

Angela Perez,

29 Agosto 2011 | 18h54

Uma das cidades romanas fora da Itália mais bem preservadas no mundo, Jerash, a 48 quilômetros de Amã, começou a ser escavada há 80 anos. Avenidas, templos, teatros e arcos vêm sendo revelados desde então.

Neste processo, pesquisadores descobriram que Jerash foi uma cidade-Estado grega e teve seu apogeu entre os anos 527 e 565. Mais tarde, cristãos construíram ao menos 13 igrejas com belos mosaicos. Após ser atingida por terremotos, foi abandonada e acabou coberta pela areia.

Dentre as ruínas, o Arco de Adriano, erguido para homenagear o imperador que esteve em Jerash em 129 a.C. destaca-se. Vá ainda a Cardo Maximus, avenida emoldurada por colunas que abrigava o centro comercial, a Praça Oval, o Templo de Artemis (dedicado à deusa padroeira da cidade) e o teatro para 3 mil espectadores, que abriga, há 30 anos, um festival de música, teatro e dança durante o verão.

O tour termina no Hipódromo. No estádio romano, turistas assistem a uma corrida de bigas e à encenação de um combate entre gladiadores. Com direito ao movimento do polegar apontando para cima ou para baixo, caso o público decida que o lutador derrotado deve morrer. / A.P.

O que levar

 

Na mala

Protetor solar será útil na visita a Petra e nos mares Morto e Vermelho. Roupa de banho (a mais discreta possível), óculos escuros e tênis, além de repelente contra os pernilongos no acampamento do deserto

Na bolsa

Tenha sempre notas de US$ 1 para as gorjetas. Na hora de comprar souvenirs, dinheiro trocado é indispensável para poder barganhar - vendedores árabes, como se sabe, adoram negociar

 

O que trazer

Para presentear

Garrafinhas de areia como as vendidas no Nordeste brasileiro, em Petra, são feitas com pedras coloridas moídas. Colares, brincos e anéis de prata e ouro, bules de prata e narguilés são encontrados em toda Jordânia. Pashminas são sucesso garantido

Para comer

Para quem gosta de cozinhar, há uma infinidade de temperos, como o açafrão - a preços muito inferiores aos encontrados no Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.