Hidrate-se para combater o mal da montanha

Em geral, as crianças costumam sentir mais as mudanças de clima e de ambiente, mas, no caso da atitude, nem os adultos passam ilesos ao chamado mal da montanha, causado pelo ar rarefeito. Cansaço, tontura e dor de cabeça são sintomas frequentes nesses lugares.

O Estado de S.Paulo

24 Julho 2012 | 03h12

Segundo a Dra. Karina Takesaki Miyaji, uma das responsáveis pelo Ambulatório dos Viajantes do Hospital das Clínicas, a saída é se hidratar, tomar alguma medicação e não fazer esforço nos dois primeiros dias. "Dependendo da pessoa, a adaptação pode demorar de 24 a 48 horas", explica. Em caso de queda de pressão, como aconteceu com Sofia, doses de oxigênio a mais, remédio e descanso ajudam na recuperação. "Quem tiver problema de coração e pulmão deve procurar um médico antes de embarcar", recomenda.

Não esqueça de fazer seguro-viagem para toda a família antes de viajar. Ele não só protegerá sua bagagem, como assegurará o atendimento médico no destino. No caso de Valle Nevado, consulte seu agente de viagem para saber quais são aceitos por lá. Em alguns casos, é preciso pagar os procedimentos e pedir reembolso na volta. / A.D.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.