Adnan Abidi/Reuters
Adnan Abidi/Reuters

Lugares para ir antes ou depois das Maldivas

As Ilhas Maldivas podem ser um dos seus pontos de parada em uma viagem mais longa; veja outros

O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2016 | 04h50

  Emirados Árabes.

Com duas opções de conexão às Maldivas desde o Brasil, em Dubai e Abu Dabi, o país complementa os dias de praia e calmaria no Índico com compras, gastronomia e diversão. Dubai inaugura nesta quarta-feira, 31 de agosto, a sua ópera; Abu Dabi prevê para o fim deste ano a abertura de sua filial do Louvre

Qatar.

Sede da Copa do Mundo de futebol de 2022, o país vai na mesma linha dos Emirados Árabes (e pode ser uma alternativa para quem curte o estilo e quer variar): prédios superlativos, compras, gastronomia. A ilha artificial The Pearl reproduz marinas e um estilo mediterrâneo em pleno Golfo Pérsico. O Museu de Arte Islâmica é o principal atrativo da capital, Doha. Site: visitqatar.qa.

Sri Lanka. 

Ao sul da Índia, a ilha propõe imersão cultural. Templos budistas, florestas, parques naturais como o Uda Walawe, elefantes e as ruínas de Anuradhapura, capital do Sri Lanka por mais de um milênio, são as atrações. Voe à capital, Colombo (Eithad, Emirates, Turkish e KLM), e vá às Maldivas (ou volte) de SriLankan. Atenção: deixe bastante tempo para a conexão. 

Europa.

Para combinar Maldivas com Europa, considere Londres e Viena: Austrian e British são as únicas empresas aéreas do continente que voam direto ao arquipélago. Do Brasil, você não consegue comprar nos sites as passagens conectadas. Nesse caso, será indispensável pedir ajuda a um agente de viagens.

Mais conteúdo sobre:
Maldivas Ilhas Maldivas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.