Mundo subterrâneo 3

Quarenta e cinco quilômetros ininterruptos de cavernas se escondem nos subterrâneos da pequena cidade de Waitomo. E guardam emoções mesmo para aqueles que não têm lá um espírito tão aventureiro assim.

O Estado de S.Paulo

04 Setembro 2012 | 03h10

Além de estalactites e estalagmites, as cavernas de Waitomo reservam uma atração extra: glowworms, larvas com luminescência. Elas podem ser vistas em um passeio pela Waitomo Glowworm Cave, de fácil acesso. Ou em um tour radical, usando boias para se locomover pelos canais subterrâneos da Ruakuri Cave, no Black Water Rafting.

Um rio gelado aguarda os corajosos que aceitam o desafio - a empresa que opera o passeio oferece roupas de neoprene e capacetes com faroletes. As cascatas subterrâneas guardam os momentos de maior adrenalina, como quando o instrutor pede para você pular com a boia na escuridão, sem que se enxergue aonde cair.

A tensão é equilibrada nos trechos de contemplação. O guia pede a todos que desliguem suas lanternas para apreciar as tais larvas luminosas grudadas no teto da caverna. Uma cena maravilhosa que lembra uma noite de céu estrelado. Nesse momento, ouve-se apenas o barulho do rio. Mais: waitomo.com; preços a partir de 48 dólares neozelandeses (R$ 78). / T.Q.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.