Na Casa de Pedra, o maior pórtico do mundo

Com 215 metros de altura, portal entrou para o livro dos recordes

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2009 | 03h16

Quem tem adrenalina nas veias pode encarar uma trilha ainda mais radical do que a que leva à Temimina. É possível chegar ao núcleo Casa de Pedra a partir de Caboclos, mas o caminho de oito quilômetros é exaustivo e só indicado para trekkers experientes. Gostou? Então saia cedo, leve bastante água e um lanche reforçado: você só vai retornar no fim da tarde.

 

Veja também:

mais imagens Personalidades ocultas sob a terra

linkDepois da interdição, plano de manejo e novas regras

linkAspecto de vela derretida na bela e acessível Santana

linkFôlego extra para a selvagem Temimina

linkDesafio com água até o pescoço

Se esse não é o seu caso, há uma alternativa mais light. O caminho tradicional margeia o Rio Maximiliano e exige bem menos do turista. Mas não se iluda. Para chegar à caverna Casa de Pedra, são duas horas de trilha, só de subida.

O que chama a atenção na Casa de Pedra é seu pórtico gigantesco. Com 215 metros de altura, consta até no Guinness Book, o livro dos recordes, como o maior do mundo. Vá, observe, fique de boca aberta e guarde na memória. De tão grande, a entrada da caverna não cabe na lente da câmera fotográfica - nem mesmo das mais potentes.

Para fazer a travessia da Casa de Pedra você precisaria de cinco horas até a saída, já na Caverna Santo Antônio. O percurso, no entanto, está proibido há quase dez anos, quando duas pessoas morreram em uma tromba d"água. O fenômeno ocorre quando chove demais e o nível dos rios sobe repentinamente. Por esse motivo, os guias sempre consultam a previsão do tempo antes de saírem com o grupo. Ao menor sinal de risco, o passeio é cancelado.

Por enquanto, quem quiser ter a visão da caverna Santo Antônio precisa dar a volta no morro por fora da caverna.

Mais conteúdo sobre:
Viagem & Aventura caverna Petar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.