No estômago

O Estado de S.Paulo

02 Setembro 2014 | 02h07

Ardida é pouco

A pimenta da damurida está eternizada na mente e no paladar. O típico ensopado indígena costuma ser preparado com peixes de água doce, mas também pode levar carne ou frango. O que não muda nunca: muito tucupi (molho amarelo extraído da raiz da mandioca brava) e pimenta murupi boiando na panela.

Mandioca para toda obra

Com dezenas de espécies de mandioca, Roraima é expert no assunto. A paçoca é preparada com a farinha da mandioca e carne seca, servida sempre com banana. Produzidos artesanalmente, o pajuaru e o caxiri são bebidas fermentadas tomadas em datas especiais.

Caderno de receitas

O pirarucu de casaca é uma receita da região com o peixe em cubinhos, envolto em farinha de mandioca, banana, pimentão e cebolinha. Apesar das variações, o sabor incrível não muda. Imperdível.

Também é Amazônia

Embora o lavrado domine boa parte do Estado, espere provar um delicioso tacacá (foto), caldo de tucupi com camarões secos, harmonizado com guaraná Baré. O açaí surpreende com sabor diferente do que chega ao Sudeste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.