O protetor dos viajantes

Mr. Miles É O HOMEM MAIS VIAJADO DO MUNDO. ESTEVE EM 132 PAÍSES E 7 TERRITÓRIOS ULTRAMARINOS

Mr. Miles, miles@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

03 Agosto 2010 | 01h59

Depois da passagem pela Moldávia, na semana passada, nosso viajante ainda não deu sinais de qual será seu próximo destino. De algum lugar incerto no globo, ele respondeu à pergunta da semana:

Querido mr. Miles: sou muito medrosa, mas meus filhos me convenceram

a viajar para a Europa pela primeira vez. A quem devo invocar para me

proteger? Maria de Lourdes Peçanha, por e-mail

"Well, my dear: se você pretende viajar ainda neste verão, recomendo-lhe, em primeiro lugar, um bom protetor solar. O calor está awful neste ano no Hemisfério Norte.

Se a sua intenção é viajar sozinha, sugiro, as well, que se resguarde utilizando os serviços de uma boa operadora de viagens, que a coloque em uma excursão organizada e cuide dos sempre incômodos detalhes de documentação, transporte de bagagens e etiqueta local, além de provê-la de companheiros com quem será possível trocar ideias e experiências. A moderna proteção dos seguros de viagem também será uma boa solução, ainda que, I"m sure, você não precisará utilizá-la. Amuletos e outros objetos que lhe tragam conforto são desnecessários, mas não fazem mal algum se amenizam seus receios.

Não sou muito ligado em hagiologia, mas as Igrejas Católica e Ortodoxa consagraram Saint Christopher como o protetor dos viajantes. Se você professa alguma dessas fés, não custa nada levar uma medalhinha do santo ao redor do pescoço - assim como a utilizaram Ringo Starr na turnê dos Beatles pelos EUA, em 1964, my beloved Ingrid Bergman, no papel da missionária Greta Ohlsson em Assassinato no Orient Express, e Denzel Washington em O Livro de Eli.

Saint Christopher, como você deve saber, é conhecido como São Cristóvão no Brasil. É, também, o nome de um simpático time menor do Rio de Janeiro, que, however, revelou para o mundo o talento de Ronaldo Fenômeno, tendo se tornado, desta maneira, o patrono dos gordinhos talentosos.

Saint Christopher é um santo controvertido. O próprio Vaticano já o demoveu do "cargo" em 1969, tendo abolido sua data comemorativa, antes celebrada em 25 de julho. Mais tarde, diante de pressões, devolveu parte de sua santidade. Pouco se sabe sobre ele, mas a lenda que o marcou é das mais belas da história religiosa. Contam que era um homem de scaring appearence, com 2,30 metros de altura, que aparentemente viveu no tempo dos romanos no local que hoje seria a Croácia. Tivesse nascido dois milênios depois, seria, for sure, um famoso cestobolista. À época, porém, feio e descomunal, foi convidado a servir ao Diabo.

Pouco depois, tendo encontrado um mensageiro de Deus, quis saber como reconverter-se e, sendo avesso às orações, recebeu a missão de ajudar as pessoas a atravessar um rio correntoso sobre os seus ombros. Passou a fazê-lo, para felicidade da população ribeirinha e sempre apoiado em sua vasta estatura. Certo dia, uma pequena criança pediu-lhe que o transportasse para a outra margem do rio.

Durante o trajeto, Christopher foi sentindo que a criança começava a pesar mais e mais, a ponto de tornar-se quase impossível de carregar. Com esforço sobre-humano, however, alcançou o lado oposto, jogou-se ao chão extenuado e disse à criança que não entendia como ela podia ter o peso do mundo inteiro. "Não é apenas o peso do mundo", respondeu o infante. "É o peso de quem o criou e a quem decidiste servir." E desapareceu.

A conclusão é simples, my dear: mesmo transportando a mais pesada das cargas, Cristóvão chegou em paz ao seu destino. E tornou-se o padroeiro dos viajantes. Hoje é, as well, padroeiro de países como St. Kitts, no Caribe, de capitais como Havana, em Cuba, e muitas outras. E, por alguma razão desconhecida, tornou-se, também, o protetor dos sapateiros e das dores de dente. Embora ateu, ouso sugerir-lhe que aceite essa proteção. Porque só assim você estará desprotegida para aproveitar o melhor do que o mundo oferece. Enjoy your trip!"

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.