Divulgação
Divulgação

O que fazer no interior de Santa Catarina em janeiro

Queremos passar entre 8 e 10 dias em Santa Catarina em janeiro; já conhecemos Florianópolis. Nossa ideia é desembarcar e já pegar a estrada de carro alugado. Pode sugerir um roteiro? Campos, Brasília (DF)

Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

20 Setembro 2016 | 00h01

Santa Catarina em janeiro é um pouco mais chuvosa do que gostaria a legião de veranistas que lota o seu litoral. Escapar para o interior é uma boa ideia. Com oito dias, dá para dividir a viagem entre o Vale Europeu, no norte do Estado, e a região da Serra Catarinense, no sul.

 O Vale Europeu combina lindas paisagens com a herança dos imigrantes alemães, pomeranos e italianos. Passe as duas primeiras noites em Pomerode, a 75 km do aeroporto de Navegantes e 170 km do aeroporto de Florianópolis. Aqui está o maior tesouro cultural do Vale: a Rota do Enxaimel, um circuito de casas preservadas originais de colonos pomeranos construídas em estilo tradicional enxaimel (fachwerk, em alemão). No centro da cidade está uma das cervejarias artesanais mais cultuadas de Santa Catarina, a Schornstein. O melhor hotel da cidade é o Bergblick. Aproveite para dar um pulinho em Blumenau (30 km), para visitar a Vila Germânica (onde se realiza a Oktoberfest), o Museu dos Cristais e a cervejaria Eisenbahn. 

Mude-se então para o hotel mais charmoso da região: o Parador da Montanha, em Rio dos Cedros (a 50 km de Pomerode). Da nova base, faça um passeio até Jaraguá do Sul (outros 50 km) e faça turismo rural em Doutor Pedrinho, a 80 km (esbalde-se no café colonial do Recanto da Oma). 

Na Serra Catarinense, passe quatro noites em Urubici (a 260 km de Rio dos Cedros). Na capital catarinense do ecoturismo, aproveite as trilhas, cavalgadas, grutas, cachoeiras e mirantes do Morro da Igreja e do Morro do Campestre. Tire um dia para subir a São Joaquim (60 km), visitar ali a vinícola Villa Francioni e voltar por Bom Jesus da Serra – parando no mirante da Serra do Rio Rastro e depois serpenteando pela estrada montanha abaixo. Uma ótima pousada em Urubici é a Chuá-Chuá.

 

Leia mais: Um roteiro expandido pela Serra Catarinense

 

Urubici está a 105 km do aeroporto de Jaguaruna, 170 km do aeroporto de Florianópolis e 270 km do aeroporto de Navegantes. Minha sugestão: aumente a viagem em mais dois dias, chegando e saindo por Navegantes. Passe as duas noites extras no lado mais sossegado da península de Governador Celso Ramos (200 km de Urubici, 90 km de Navegantes). Por ali, além do fenomenal Ponta dos Ganchos (nosso melhor, e mais caro, hotel de praia), considere a simpática pousada Recanto das Flores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.