Rio Quente Resorts
Rio Quente Resorts

Onde se hospedar no Rio Quente Resorts

São sete hotéis, três dentro do resort, um no Eko Aventura Park e outros dois na cidade

Bruna Toni, O Estado de S. Paulo

06 Fevereiro 2018 | 04h10

Quem se hospeda no resort (veja as opções abaixo) pode ir e voltar andando do Hot Park e da maior parte das atrações, além de ter acesso às piscinas do Parque das Fontes. A desvantagem: custa mais caro. Fora do resort, o grupo tem quatro hotéis mais em conta: os Eco Chalés, no Eko Aventura Park, para quem quer mais sossego (acomodam até 4 pessoas); e outros três no entorno do resort: Flat I, Flat III e Giardino (acomodam até sete pessoas a partir de R$ 1.461 por pessoa, com meia pensão). Todos contam com restaurantes e piscinas, ônibus gratuitos até as atrações e opções time sharing. 

Hotel Pousada 

O primeiro hotel do grupo continua sendo procurado, sobretudo pela terceira idade. Na entrada, uma linha do tempo mostra a história do resort. É quatro-estrelas e fica ao lado do Marolo Café e da Pizzaria Oliva. Desde R$ 1.519 por pessoa, meia pensão, de quinta a domingo. 

Hotel Turismo  

Simples, porém confortável e prático. É a acomodação mais bem localizada do resort, próxima a atrações como Hot Park e Parque das Fontes. Atrai casais e famílias, com público fiel. Da categoria premium, custa desde R$ 2.618 por pessoa, meia pensão, de quinta a domingo.

Hotel Cristal 

O mais novo do resort, tem perfil moderno, com piscina de borda infinita e DJ no pôr do sol – hóspedes dos demais hotéis podem curtir a sunset party. Atrai famílias e casais. Premium +, tem diárias desde R$ 3.056, meia pensão, de quinta a domingo.

 

Mais conteúdo sobre:
Rio Quente [GO] Goiás [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.