Ricardo Freire/Estadão
Ricardo Freire/Estadão

Orlando, além dos parques e outlets

Vamos levar os filhos para a Disney em janeiro e queríamos saber o que mais há para fazer na região, além de parques e compras. (Adriana, São Paulo)

Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2013 | 03h17

Quando você precisa sair um pouco do ambiente montanha russa + fast food + restaurante de rede + loja, a escapada mais fácil está a meia hora de carro da região da International Drive. Minha dica é a cidadezinha de Winter Park, que fica a 25 quilômetros, na direção norte.

Apesar de ter "park" no nome, Winter Park não tem nada em comum com a Disney, a Universal ou o Sea World. Ali não parece Flórida: você poderia dizer que está num vilarejo descolado da Califórnia ou do Colorado. O lugar tem um centrinho histórico bem preservado, com ruas de paralelepípedo e comércio composto por lojas independentes. Mas o maior atrativo de Winter Park é a sua cena gastronômica. O gastropub Ravenous Pig (1234 Orange Avenue; tel.: 1-407-628-2333) tem cozinha de chef e cervejas artesanais. O Wine Room (270 Park Avenue South; tel.: 1-407-696-9463) funciona como uma sala permanente de degustação de vinhos: você compra um cartão e faz a sua seleção. Se for à noite, aproveite os restaurantes com música ao vivo. O Dexter's (558 W New England Avenue; tel.: 1-407-629-1150) apresenta bandas de jazz e rock; já o Mi Tomatina (43 W New England Avenue; tel.: 1-321-972-4481) costuma ter apresentações de flamenco.

Não faltam parques aquáticos em Orlando - se você quiser relaxar numa praia de verdade, dê um pulinho no Golfo do México, que tem águas cristalinas. A praia mais bacana das redondezas é Clearwater (não falei que as águas eram cristalinas?), a 160 quilômetros, logo depois de Tampa.

E, finalmente, se você quiser mostrar para os seus filhos lugares históricos que não estão reproduzidos no Epcot, vá de carro para o norte. A 170 quilômetros, na costa do Atlântico, fica St. Augustine - fundada pelos espanhóis como San Agustín, e hoje o lugar mais antigo continuamente habitado dos Estados Unidos. Um bondinho leva pelas principais atrações da cidade, como o Castelo de São Marcos, a antiga cadeia e o Museu da Flórida.

Mais conteúdo sobre:
Ricardo Freire

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.