Orlando

Voo diário; saída às 11h04 (ida) e às 19h45 (volta); em média, R$ 2 mil

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2014 | 02h06

Orlando já é uma velha conhecida dos brasileiros - e, agora, há uma opção a mais para chegar à cidade dos contos de fadas. O voo da Azul começa a operar em Viracopos em 15 de dezembro, mas quem espera conseguir um preço superespecial nas férias vai ter dificuldades. A menor tarifa que encontramos (trecho de volta, em 22 de dezembro) em pesquisa na semana passada era de R$ 844,97, mas não havia nenhum de ida nesse valor. No fim de janeiro, há opções de aproximadamente R$ 2 mil, ida e volta.

Não dá para perder

Quem vai a Orlando só pensa em parques (que, vira e mexe, lançam uma novidade tentadora para quem já foi voltar e para quem nunca foi, decidir ir de uma vez) e compras (que, mesmo com dólar alto, ainda valem a pena). Como você já sabe de tudo isso, vamos focar nas novidades de 2014. A Universal inaugurou uma nova área temática dedicada a Harry Potter, que reproduz o Beco Diagonal londrino, onde os bruxos fazem suas compras. Agora, a plataforma 9 3/4 da estação King's Cross existe, e leva os visitantes até a vila de Hogsmeade - a primeira área dedicada ao bruxo.

Na Disney, a reforma da Fantasyland do Magic Kingdom, iniciada em 2012, foi concluída com a entrega do Trem da Mina dos Sete Anões, uma montanha-russa bem familiar. E o Sea World, depois de passar por um ano em que os shows com animais foram bastante questionados em razão do documentário Blackfish, anunciou uma ampla reforma estrutural nos tanques de orcas e golfinhos. A começar pelo parque de San Diego, cujas obras devem terminar em 2018; Orlando será o destino seguinte, ainda sem previsão de inauguração.

Gastronomia

Os hambúrgueres gigantescos, as tortas saborosas, a junk food que entope artérias só pelo aroma estão lá. Mas você só come isso se quiser. Durante o dia, certamente é a opção mais fácil - embora os parques tenham investido em bons restaurantes. O ideal é deixar para fazer uma boa refeição à noite. Downtown Disney e o City Walk da Universal guardam restaurantes, bares, área de entretenimento e lojinhas dispostos estrategicamente para quem está hospedado próximo aos resorts. Ainda assim, há boas opções fora - entre as mais bem cotadas, o Luma on Park (lumaonpark.com), dizem, caiu nas graças até de Paul McCartney. Peça vários pratos pequenos e compartilhe com os amigos. O menu muda diariamente e mistura criações como nhoque de ouriço e churros de garoupa com os clássicos que agradam as crianças, como pizzas e massas.

Noite dos Sonhos

Inaugurado este ano, o Four Seasons Orlando fica coladinho nos parques Disney. Ao todo, são 443 quartos - alguns, com vista para a queima de fogos diária. O complexo conta até com uma área de lazer própria, a Explorer Island, que tem ares de parque aquático: conta com várias piscinas, chafarizes, um rio que pode ser percorrido de boia e um tobogã. A diária custa a partir de US$ 499 o casal.

Dica de ouro

A família é grande, vai viajar com amigos? Considere alugar uma casa. Há agências especializadas em atender brasileiros, como a Azul Travel (feriasazultravel.com), Temporada na Disney (temporadanadisney.com.br), Temporada em Orlando (temporadaemorlando.com) e, claro, os clássicos: Airbnb (airbnb.com) e Trip Advisor (sim, eles têm uma seção de negociação no tripadvisor.com/rentals).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.