Passagem comprada no decolar.com

Sempre que vou sair de férias, ouço: "Mas o que uma repórter de turismo faz nas férias? Fica em casa?" A resposta é: não. Decidi ir para Amsterdã, Berlim e Barcelona, sem pacotes ou amarras. E o primeiro passo foi, claro, comprar a passagem. O decolar.com é um dos poucos sites onde se pode pesquisar múltiplos destinos - o que, na maioria das vezes, compensa mais do que comprar cada trecho.

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2010 | 02h04

Uma amiga, contudo, havia tido problemas com esse tipo de operação no site. Depois de dois dias da compra, um atendente telefonou avisando que os trechos selecionados não estavam disponíveis. Para manter a reserva, seria preciso mudar voos e desembolsar outros tantos dólares. Fiquei apreensiva, mas os preços eram atraentes.

Decidi então fazer a pesquisa pela internet, mas não fechar o negócio sem antes falar com um funcionário. Segundo o rapaz, algumas vezes a tarifa disponível acaba no meio da compra, antes que o sistema possa computar. Mas, por telefone, ele poderia me dizer na hora se os trechos escolhidos estavam mesmo disponíveis. Deu certo. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.