Pássaros e política

Pequenina, Madrisquí tem

O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2012 | 03h11

em sua extensão mais bonita oito casas particulares, quase todas fechadas fora do período de férias (julho e festas de fim de ano). Segundo o caseiro Hector, que vive na ilha e trabalha para algumas delas, a residência "dos Machado" pertence à família da

deputada María Corina Machado, forte aliada do candidato de oposição Henrique Capriles Radonski na campanha presidencial (as eleições estão marcadas para este domingo). Será que isso teria alguma coisa a ver com a tal declaração do presidente Hugo Chávez de querer "nacionalizar" o turismo

nas ilhas?

Política à parte, o melhor de Madrisquí é deixar o olhar se perder no horizonte azul, com as rochas curvilíneas de Gran Roque ao fundo, e apreciar o silêncio, interrompido vez ou outra pelos mergulhos dos pelicanos na caça por um

peixe suculento e os assobios de euforia dos guanaguanares, pássaros pidões de plumagem branca e preta, sempre de olho no que os turistas retiram dos seus coolers.

Não troque esse tempo de

ócio e sossego precioso por uma caminhada até Cayo Pirata, ligado a Madrisquí. Habitada por pescadores que não preservam seu próprio paraíso, na ilhota havia uma triste quantidade de lixo e entulho espalhados

pelas praias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.