Passeios de um dia ou um mês na reserva dos pandas gigantes

Cerca de 80 ursos vivem no centro de preservação Bifengxia Base. Quer melhor oportunidade para garantir boas fotos?

P.M, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2010 | 02h03

YA"AN

Em qualquer zoológico da China você pode encontrar um ou dois pandas solitários em seus cercadinhos. Mas se escolher ir à Bifengxia Base of China Conservation and Research Center for the Giant Panda, na cidade de Ya"an, vai se deparar com nada menos que 80 destes fofíssimos animais. Não à toa: Sichuan tem a maior concentração de pandas do país.

O centro de preservação de nome extenso e complicado fica a apenas 140 quilômetros da capital da província, Chengdu. O lugar dedica seus esforços a estudar a procriação do urso símbolo do país e a elaborar estratégias para ajudar a espécie a escapar da ameaça de extinção. Segundo a Bifengxia Base, existem atualmente cerca de 1.600 pandas selvagens na China, além de pouco mais de 150 distribuídos em centros de proteção.

Uma das atividades do lugar é, exatamente, recolher e abrigar animais que, por qualquer motivo, não podem mais viver em seu hábitat. Desde maio de 2008, quando um terremoto atingiu Sichuan, a população de ursos no centro cresceu de pouco menos de 30 para os 80 atuais.

No colo. As possibilidades de visita turística à Bifengxia Base incluem desde um tour de um dia até uma imersão com duração de um mês, que inclui trabalho voluntário. Para a equipe da reserva, mostrar aos visitantes o trabalho desenvolvido no local significa mais que oferecer uma opção de lazer. Trata-se de uma forma de sensibilizar mais pessoas para a necessidade de proteger estes animais.

O passeio de um dia custa US$ 258 (R$ 457) e começa com o transfer desde o Aeroporto de Chengdu ou do seu hotel na cidade. Entre 8 e 10 horas ocorre um dos momentos mais agitados do dia para os pandas: os tratadores distribuem o suprimento de vários tipos de bambu, único alimento da espécie.

Os visitantes podem caminhar entre as alamedas que interligam as áreas individuais de cada urso ? fora do período de acasalamento, eles vivem isolados. Há 16 filhotes morando na reserva. Durante o dia, os graciosos bebês brincam em um playground. Impossível não ter vontade de segurar um deles no colo. O que costuma ser permitido ? você recebe uma capa protetora e pode ter nos braços, por alguns minutos, um animal de quatro meses, com peso de cerca de 10 quilos. O risco de contaminação dos pandas pelo vírus da gripe suína suspendeu temporariamente a atividade.

Pegar um bebê-panda no colo custa 1.000 yuans (R$ 260). Para visitantes independentes, a entrada no Bifengxia Base sai por 80 yuans (R$ 21).

O centro tem ainda loja de lembrancinhas ? pandas de pelúcia, chaveiros, penduricalhos para celular ? e um restaurante de ótima qualidade que serve receitas típicas de Sichuan, a um preço médio de 30 yuans (R$ 8) por pessoa. Uma das especialidades é o mapo doufu, tofu mergulhado em um molho avermelhado feito com carne bovina moída, brotos de alho e óleo picante. Para quem compra o pacote de um dia, a refeição está incluída.

Mão na massa. Quer cuidar dos pandas durante alguns dias? Como voluntário, você terá treinamento específico e obrigações diárias como limpar as áreas dos ursos, distribuir a refeição do dia e preparar relatórios ? são sete horas de trabalho, divididas em dois turnos.

Há opções de pacotes com duração de três dias (desde US$ 573 ou R$ 1.021) a um mês (a partir de US$ 2.436 ou R$ 4.340). Os valores incluem hospedagem e refeições e há descontos para grupos. Informações: www.pandatour.com.cn. / .

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.