Protagonismo asteca

As ruínas do Templo Mayor guardam os vestígios de Tenochtitlán, a capital do império asteca, atualmente a região central da Cidade do México, o popular Zócalo. Após travar a batalha mais sangrenta da época da conquista em território americano, os espanhóis construíram sobre ela uma nova cidade. O epicentro asteca esteve encoberto por quatro séculos e 13 edifícios coloniais. Somente em 1978, funcionários da companhia de energia elétrica descobriram a construção pré-hispânica.

O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2014 | 02h06

O Templo Mayor era um edifício sagrado. Foi construído no miolo de Tenochtitlán, onde, segundo o mito de origem daquele povo, os astecas teriam visto uma águia pousada em cacto com uma serpente presa ao bico. A imagem, adotada como brasão nacional do México, indicava na mitologia asteca o ponto exato onde eles teriam de construir sua capital.

Separe duas horas para conhecer o sítio arqueológico, que compreende construções dedicadas a Huitzilopochtli, deus da guerra; a Tlaloc, deus da chuva; e a Xochipilli, deusa do amor e das artes. No museu do sítio há cerca de 7 mil peças encontradas nas escavações. Funciona de terça a domingo (9h às 17h). Os ingressos custam 59 pesos mexicanos (R$ 11).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.