Próximo passo: como e quando gastar

A economia feita durante 12 meses para custear as férias pode ir por água abaixo se você não souber quando, onde e como comprar passagem, hospedagem, passeios e todos os itens envolvidos em uma viagem. Falta de pesquisa e períodos de intensa procura por um determinado destino são capazes de tornar tudo mais caro. Já com as escolhas certas, você faz cada centavo render mais.

O Estado de S.Paulo

11 Maio 2010 | 03h58

Financiamento X pagamento à vista

O financiamento é recomendado para passagens aéreas e cruzeiros, que, em geral, podem ser divididos em até 10 parcelas sem juros. Nesses casos, como não são concedidos descontos, o consumidor não leva nenhuma vantagem em pagar à vista. Já no caso dos pacotes turísticos a agência pode, sim, oferecer abatimentos. Ainda assim, vale a pena negociar metade do pagamento antes da viagem e a outra parte, no retorno. Desta forma, você garante seu direito à reclamação caso os serviços prestados não sejam satisfatórios.

Viaje na baixa temporada

Tarifas aéreas e diárias de hotéis chegam a ser reduzidas à metade nos meses de menor movimento e fora dos feriadões. Pacotes vendidos por operadoras também têm descontos na baixa temporada. No Nordeste brasileiro, os preços caem significativamente entre o carnaval e o Natal. Os europeus tiram férias de meados de julho a setembro - esses são os meses mais caros para ir ao Velho Continente e aos Estados Unidos (Disney incluída), onde também é período de recesso escolar. No Caribe, depois da Semana Santa, as diárias dos resorts ficam bem mais camaradas. E, além do tempo ficar firme, não há risco de furacão até o fim do primeiro semestre.

Compre com antecedência

De dois a três meses antes do embarque é o período indicado para encontrar as tarifas aéreas mais amigáveis - melhor não contar com as promoções de última hora. Cada vez mais hotéis, principalmente no exterior, concedem descontos a reservas feitas com antecedência de um ou dois meses (nos sites, procure a opção Early Booker Rate).

Use sites de comparação de preços

Na internet, é possível encontrar o quarto mais barato da cidade em um determinado período, além de descobrir se há vagas disponíveis. Páginas como booking.com e hoteis.com ajudam na pesquisa e na comparação e, não raro, apresentam tarifas até mais em conta que os sites dos próprios hotéis. O decolar.com compara tarifas aéreas, mas, como nem sempre considera promoções, vale a pena acessar também as páginas das empresas.

Saia de casa com o ingresso em mãos

Entre nos sites das atrações que deseja visitar, como museus e parques, e veja se há desconto na compra pela internet. A London Eye (londoneye.com), na capital inglesa, concede abatimento de 20% para compras antecipadas online. Na fábrica da cerveja Guinness (guinness-storehouse.com), em Dublin, na Irlanda, o desconto é de 10%. / MÔNICA NÓBREGA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.