Viagem

Punta Cana tem resorts all-inclusive com preços comparáveis aos do Nordeste

Além de valores atraentes, destino - eleito em 7º lugar na eleição dos melhores lugares para ir em 2016 - conta com voos diretos

08/12/2015 | 05h00    

Adriana Moreira - O Estado de S. Paulo

4 imagens

Daqui a poucos dias, em 19 de dezembro, o Rio de Janeiro ganhará o futurístico Museu do Amanhã, em prédio assinado pelo arquiteto catalão Santiago Calatrava. Em frente, na Praça Mauá, funciona desde março de 2013 o Museu de Arte do Rio, famoso pela cobertura suspensa com design de onda. Os dois museus integram o projeto Porto Maravilha, uma ampla requalificação da região portuária da cidade. E são ícones de um Rio que se prepara para ser, mais uma vez, protagonista do turismo brasileiro (e mundial), como sede da Olimpíada de 2016.

Só isso justificaria a votação unânime que a cidade recebeu pelos jurados na escolha do Viagem de destinos para visitar no próximo ano. Mas há outra razão: neste 2015 de crise e dólar instável, muitos brasileiros estão trocando os destinos no exterior pelos nacionais nos seus planos de viagem. 

A tendência vem sendo detectada pela Sondagem do Consumidor: Intenção de Viagem, feita mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas para o Ministério do Turismo. A pesquisa, em 2 mil domicílios e referente a novembro, detectou que, dos brasileiros dispostos a viajar nos próximos seis meses, 81,7% pretendem ir a destinos nacionais, e 13,8% ao exterior. Em novembro do ano passado, o Brasil foi escolhido por 79,6% dos entrevistados; roteiros internacionais estavam nos planos de 13,8%.

Tal preferência pelo Brasil levou a outra votação unânime, Fernando de Noronha, e na escolha de destinos internacionais mais baratos, de maneira geral.

Os motivos que levaram Punta Cana a ser o 7º destino mais votado você descobre a seguir. Para saber quais foram os outros nove lugares, quem foram os jurados e como a nossa eleição foi feita, clique aqui. / Mônica Nóbrega

7.° PUNTA CANTA

O mar tem aquele azul impressionante. A oferta hoteleira é ampla. Os prédios não podem ser mais altos que os coqueiros. Mas será que o dólar alto fará você adiar o sonho de conhecer o Caribe? Não necessariamente. “Punta Cana tem resorts all-inclusive com preços comparáveis aos do Nordeste”, diz o colunista Ricardo Freire. 

Com isso em mente, Freire avisa que economizar demais na escolha da hospedagem não costuma ser um bom negócio. “O segredo para uma viagem bem-sucedida a Punta Cana é escolher o hotel mais caro que couber no seu bolso. Os mais baratinhos de Punta Cana são bastante inferiores aos brasileiros”.

São aproximadamente 40 resorts, o que pode deixar a escolha um pouco confusa. Tenha em mente que não existe milagre: um resort all-inclusive baratinho terá menos opções do que um mais caro. Com as prioridades de serviço definidas, vem a localização. As praias são lindas, mas nem todas podem estar dentro do que você quer nas férias. A de catálogo, transparente e calminha, é Bávaro. Alvaro e Macao, ao norte, são mais agitadas e com ondas. Cabeza de Toro é pequena e bonita, e os resorts ao sul são mais isolados. 

Além dos preços atraentes (o pacote da CVC com quatro noites e aéreo custa US$ 875), os voos diretos da TAM (iniciado sábado, via Brasília) e da Gol facilitam o acesso e encurtam o caminho – são 7 horas de viagem. Tahiana Rodrigues, gerente de Comunicação do Skyscanner, conta que a cidade mais turística da República Dominicana teve um aumento de 14% nas buscas no último ano – e deve se manter em alta em 2016.