Qual a sua ilha?

As praias mais inacreditáveis do Brasil; o reino absoluto da vida selvagem; o ponto mais curioso - e remoto - do Pacífico; um paraíso extremamente radical; um destino romântico. A seguir, cinco ilhas de estilos bem diferentes, dispostas a realizar seu desejo de verão.

O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2012 | 03h13

Fernando de Noronha

www.noronha.pe.gov.br

O arquipélago é um clichê das mais belas praias do Brasil. Destino de sonho - e de regras. Só 450 turistas por dia põem os pés ali e todos pagam a Taxa de Preservação Ambiental (R$ 43,20/dia). Administrado pela EcoNoronha, o Parque Nacional começa a ganhar novas trilhas nesta temporada. Desbrave tudo desde a Vila dos Remédios: você pode ir a pé às praias do Cachorro e da Conceição, com boa estrutura. Para ver o resto da ilha, buggy ou barco. Vá à Baía do Sancho, entre falésias, ótimo point de mergulho (com visitação restrita) e à dos Porcos, com piscinas naturais de frente para o Morro Dois Irmãos. Se quiser nadar com tartarugas, a Baía do Sueste é o lugar. De snorkel na Atalaia dá para ver moreias, polvos e tubarões. O pôr do sol é no Forte do Boldró e todas as noites acabam com forró no Bar do Cachorro.

Ilhas Galápagos

ecuador.travel

A vida brota no conjunto de ilhas vulcânicas no Pacífico, a mil quilômetros da costa do Equador. Animais selvagens em cenários surreais fazem Galápagos parecer outro planeta. Ali, o melhor a fazer é observar - e clicar. A maneira mais fácil de conhecer Galápagos é a bordo de um cruzeiro. Nas ilhas, as paisagens são coadjuvantes. Praias de areia dourada ou avermelhada, florestas, montanhas e ambientes áridos perdem para a vida animal. Os leões-marinhos (com sorte, dá para mergulhar com um deles) se exibem por toda parte, as aves de patas azuis roubam a cana, as tartarugas pré-históricas caminham ao seu lado. Tudo muito inacreditável. Até o silêncio. E as estrelas.

Ilha de Páscoa

chile.travel

Viajar 4 mil quilômetros até um dos pontos mais remotos da Terra valeria só pela curiosidade. Os moais - estátuas de pedra vulcânica de até 21 metros de altura e 300 toneladas - são, logicamente, a maior atração. Há cerca de mil deles espalhados pela ilha. Mas há mais para ver e fazer. Por ser plana, dois programas básicos em Rapa Nui (como os nativos a chamam) são ciclismo e cavalgada. Em fevereiro, a ilha ainda tem um tipo de carnaval, o Tapati.

Nova Zelândia

newzealand.com

A Ilha Sul da Nova Zelândia é um parque de diversões natural entre lagos, penhascos e geleiras. Queenstown conquista pelo bungy jump (ali nasceu o esporte) e rafting no Rio Kawaru. A geleira Fox Glacier desafia com seus paredões de 20 metros de altura e Milford Sound, com seus exuberantes fiordes. Basta se jogar. Literalmente.

Taiti

tahiti-tourisme.com

Maeva (ou, em bom português, seja bem-vindo)! Dias de romantismo esperam quem desembarca no Taiti, maior ilha da Polinésia Francesa. Mas além de curtir resorts e spas, passeie por outras ilhas - são 118 no arquipélago -, como as indispensáveis Moorea e Bora Bora. Alugue uma lancha , mergulhe nessas águas claras e programe massagens e jantares à luz da lua.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.