Recorde de público e belezas exuberantes

Com penhascos, sequoias gigantes e vasta biodiversidade, Yosemite chega aos 4 milhões de visitantes

20 Dezembro 2010 | 20h30

Na década de 1990, um parque nacional atingir os 4 milhões de visitantes durante o ano significava engarrafamentos no verão, má publicidade e até fechamento de portões. O de Yosemite – o mais movimentado dos EUA desde 1996 – está prestes a atingir esse patamar em 2010. E, no entanto, ninguém teve de esperar três horas na fila para entrar na área e nem deu de cara com os portões fechados. Isso graças ao eficaz incremento da sua equipe no manejo do tráfego.

 

Os funcionários do parque estão treinados para orientar os motoristas a estacionar e buscar as áreas menos aglomeradas, acomodando melhor todos aqueles que se deslocaram atrás de diversão e aventura na reserva. O investimento em treinamento e novas tecnologias vêm sendo estudada há pelo menos uma década, quando ambientalistas começaram a se preocupar com a multidão que <IP9,0,0>anualmente pisa nos prados e margens dos rios do vale.

 

Dizer multidão não é exagero. Até o momento, o público total de Yosemite em 2010 beira os 3,9 milhões – a maior soma desde o recorde de 4,19 milhões, em 1996. O número também supera a soma total dos visitantes de que se dirigem aos parques Sequoia e Kings Canyon, Death Valley e Ilhas de Lassen e Channel.

 

Os destaques. Queridinho dos americanos, o Parque Yosemite reúne tantas belezas naturais que desde 1984 carrega o título de Patrimônio da Humanidade. Desfiladeiros de granito, cachoeiras, sequoias gigantes e rios clarinhos ocupam a área de 3 mil quilômetros quadrados entre as montanhas da Sierra Nevada, na Califórnia.

 

As atrações mais concorridas se concentram no vale de Yosemite – que corresponde a apenas 1% da área do parque. É lá que está o admirável penhasco de El Capitan e o de Half Dome, ambos de granito e pontos favoritos dos escaladores.

 

Nas terras mais altas, áreas de prado, mais cordilheiras e impressionantes jardins de sequoias, a maior árvore do mundo. No quesito recorde, aliás, o parque também pode se gabar de ter a mais alta queda d’água da América do Norte, a Yosemite Falls. Suas águas caem do alto de 740 metros. COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.