Relax em terras cariocas, antes e depois do título

Os alemães podem ter adotado Santa Cruz Cabrália como seu lar durante a Copa do Mundo. Mas, para disputar a final no Maracanã, no Rio, a base foi o Sheraton, no Leblon. Encontraram as instalações tinindo: o hotel investiu em uma reforma de US$ 50 milhões, que incluiu novas instalações, como academia e spa, e um restaurante refinado. O L'Etoile, aberto apenas no jantar, tem especialidade francesa e vista deslumbrante.

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2014 | 02h06

Não deu tempo de os atletas sentirem saudades da vida à beira-mar: os 539 quartos têm varandas e vista para o oceano. Também é possível usufruir do serviço de praia exclusivo para os hóspedes e atividades como aula de ginástica e futebol, para despertar o Klose que existe em você.

Depois de derrotarem a Argentina por 1 a 0 na prorrogação, os jogadores voltaram para o Sheraton. Jantaram com os familiares, tiraram muitas fotos com a taça (que passou a noite num cofre) e ainda receberam a visita da cantora pop Rihanna.

Tarifas: desde 630 para dois, com café; sheraton-rio.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.