Viagem

Relax no hostil e irresistível Mar Morto

A água, morninha, é dez vezes mais salgada que o habitual, faz os olhos arderem e os banhistas boiarem sem esforço. Melhor visitá-lo logo: a cada ano, ele encolhe um metro

09/08/2011 | 04h00

Leandro Quintanilha / EIN GEDI

 

 

O Mar Morto é hostil. A água, morninha, é tão salgada que, se entra no olho, bem, serão ao menos dez minutos de agonia. E a areia submersa esconde uma crosta de sal que pode ter protuberâncias cortantes. Por isso, banho de mar, só de chinelos.

 

Trata-se, contudo, de uma experiência fundamental em uma visita a Israel. O Mar Morto é o principal ponto turístico não religioso do país. E vem encolhendo perceptivelmente: estima-se que já tenha perdido um terço de sua superfície nos últimos 50 anos. Há várias razões para a redução do volume das águas: mineração, irrigação, agricultura...

 

Ele não vai desaparecer de um dia para o outro (e há especialistas que garantem que isso nunca vá acontecer), mas você pode visitá-lo com a desculpa de se garantir. Afinal, o Mar Morto encolhe um metro por ano.

 

O nome mórbido se deve ao fato de que não há vida nas águas (o que também é contestado por alguns especialistas). De todo o modo, os peixes arrastados pelas correntes do Rio Jordão morrem imediatamente ao entrar em contato com o mar, dez vezes mais salgado que o habitual.

 

Essa também é a razão pela qual todos flutuam, sem esforço, ao entrar na água. A brincadeira não pode durar mais do que 15 minutos - corre-se o risco de desidratação. Depois do mergulho, é preciso tirar todo o sal nos chuveiros de água doce espalhados pela orla.

 

Ainda assim, a composição das águas (ricas em minerais como sódio, magnésio, cálcio e potássio) é considerada benéfica à pele. Por esse motivo, não faltam spas nas imediações.

 

Na verdade, os propalados efeitos terapêuticos do Mar Morto são um grande negócio em Israel. A marca Dead Sea vende diversos tipos de cosméticos, incluindo lama retirada da região. É possível comprar os produtos nos spas, shoppings e até nas lojas dos aeroportos.

 

Curiosidades. Orgulho israelense, o Mar Morto, compartilhado com a Jordânia e a Autoridade Palestina, tem cerca de 80 quilômetros de extensão e é o ponto mais baixo da superfície terrestre, 423 metros abaixo do nível do mar.

 

Além de ponto turístico, a região é também polo agrícola. Isso se deve, em parte, à produção de potássio realizada ali, importante componente para adubo. Só de tamareiras, uma das mais antigas culturas da região, são 250 hectares.

 

Calendário

  • 06mai

    Festa do Divino

    Marcada pela cultura popular e por procissões, a festa do Divino Espírito Santo dura dez dias (até 15) e é forte em São Luís do Paraitinga (SP) e em Paraty (RJ), onde ganhou atá DJs. Mais: bit.ly/divinoparaitinga e bit.ly/divinoparaty.

  • 08mai

    Corrida pelo bem

    Com largada simultânea em Brasília e outras 33 cidades do mundo – veja lista em bit.ly/runwings– a corrida Wings for Life tem renda revertida para pesquisa da cura de lesão na medula espinhal. Inscrições: US$ 30

  • 16mai

    Orgulho gay no méxico

    Receptiva ao turismo gay, Puerto Vallarta, no México, recebe até dia 30 o Vallarta Pride (vallartapride.com). Além do desfile no domingo (28), o evento terá festivais de música e cinema, além festas. Tudo grátis.

  • 20mai

    Jazz em Paraty

    Eumir Deodato, Rosa Passos e Thiago Espírito Santo são alguns dos artistas que se apresentam na Praça da Matriz, em Paraty, para as três noites de jazz, blues e soul do Bourbon Festival, até dia 22. Tudo grátis; bit.ly/viabourbon

  • 21mai

    festival Ver-o-Peso no Pará

    A atual culinária mais badalada do Brasil é celebrada em Belém no Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, batizado com o nome do mercado público. Até o dia 29, tem aulas, jantares com chefs e mais; bit.ly/viaveropeso

  • 25mai

    Festival das luzes em Jerusalém

    Com todas as atrações gratuitas e concentradas na área histórica, Jerusalém faz seu Festival de Luzes até 2 de junho, com projeções em locais como o Muro das Lamentações. Mais: lights-in-jerusalem.com

  • 25mai

    Cirque du Soleil na Broadway

    O Cirque du Soleil estreia seu primeiro show criado especialmente para a Broadway (broadwaycollection.com). Paramour é a história de uma atriz que tem de escolher entre um romance e sua arte. Desde US$ 55

  • 25mai

    Dança em Santos

    Até dia 29, o 3º Festival Internacional de Dança apresenta números de variados estilos no palco do Teatro Municipal Brás Cubas. Para os profissionais, haverá aulas especiais; fidifest.com.br

  • 26mai

    Festival do Pinhão

    Santo Antonio do Pinhal (SP) terá quatro dias de festival dedicado ao pinhão. Receitas com o ingrediente serão vendidas na Praça do Artesão, que terá também barraca de cerveja artesanal e shows; bit.ly/pinhaopinhal

  • 27mai

    Horário de verão no Animal Kingdom

    A partir desse dia o parque Animal Kingdom, da Disney em Orlando, passa a fechar mais tarde, às 23 horas (era às 18 horas). A Árvore da Vida (Tree of Life) estreia nova iluminação e o Kilimanjaro Safari terá tours noturnos: bit.ly/aknoite; desde US$ 97.