Lucineia Nunes/Estadão
Lucineia Nunes/Estadão

Restaurante que inspirou 'Ratatouile' e outros menus estrelados

Visitamos três casas com estrelas Michelin; confira a experiência

O Estado de S.Paulo

11 Julho 2017 | 03h56

Visitamos três restaurantes com estrelas Michelin durante a viagem pela Borgonha Franche-Comté. Confira a experiência:

Le Bon Accueil 

Fica em Malbuisson, a 15 quilômetros de Pontarlier. Com uma estrela no Guia Michelin, funciona dentro do hotel familiar de mesmo nome. Tudo é feito pelo casal Catherine e Marc Faivre. Enquanto ele toca a cozinha, ela recebe os clientes do hotel, cuida do salão do restaurante e indica os vinhos.

O cardápio é sazonal. O menu harmonizado com vinhos (98 euros) começou com um delicado caldo de alho selvagem. Na sequência, aspargos verdes tenros sob um ovo de cozimento perfeito e cogumelos morilles. Como principal, peixe fresco da região, selado com absinto e servido com molho de vinho branco. Eis que se aproxima o carrinho de queijos locais como o comté, de massa semidura, e o petit sancey. De sobremesa, fiquei com a taça com texturas de chocolate (bolinho, mousse, sorvete, biscoito) e espuma com absinto.

Loiseau des Vignes

Pertence à rede Bernard Loiseau, do chef francês que ficou famoso no auge da nouvelle cuisine e se suicidou em 2003, aos 52 anos, pela ameaça de que perderia uma das três estrelas Michelin de seu La Côte d’Or (atual Relais Bernard Loiseau), em Saulieu. A estrela foi mantida e a trágica história inspirou o personagem Auguste Gusteau, do filme Ratatouille.

Com a morte de Loiseau, sua mulher Dominique assumiu os negócios, que administra com a ajuda dos filhos. Atualmente, são seis casas na França.

O Loiseau des Vignes, em Beaune, foi inaugurado em 2007 e tem uma estrela Michelin. Para abrir o jantar, gougère (um pãozinho de queijo mais leve) e um aromático caldo de milho. Depois, bacalhau defumado na mesa, com molho cremoso de manteiga e farofa de mandioca do Pará (isso mesmo, do Pará), com o vinho Chablis Premier Cru Les Vaillons 2012 Albert Bichot; e galinha d’angola com legumes e molho de mostarda. Em seguida, a costumeira seleção queijos e, de sobremesa, torta de chocolate meio amargo. A refeição em cinco etapas sai por 75 euros; há as opções com quatro (59 euros) ou seis pratos (95 euros). Degustação de quatro vinhos a partir de 50 euros.

Relais Bernard Loiseau

Também da rede Bernard Loiseau, fica na charmosa cidadezinha de Saulieu. Instalado no requintado hotel homônimo (que inclusive vai ganhar um spa), tem serviço e comida impecáveis. Contudo, perdeu neste ano a terceira estrela que ostentou por tanto tempo no Guia Michelin. 

O jantar teve terrine de embutidos; escalope de foie gras; aspargos verdes com ovo; peixe saint-pierre defumado com molho de manteiga; e cordeiro com creme de feijão branco.

Em ritmo perfeito, o jantar foi orquestrado pelo chef Patrick Bertron, que trabalhou ao lado de Bernard Loiseau. O menu-degustação em seis etapas sai por  195 euros. Com oito tempos, 245 euros.

Vale conhecer a butique Bernard Loiseau, ao lado do hotel, com vinhos, utensílios, compotas, mostardas e chocolates. Saulieu também abriga uma convidativa feira livre, aos sábados, e o Museu François Pompon (3 euros), conhecido por suas esculturas de animais.

Mais conteúdo sobre:
França Borgonha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.