Riviera Maia: muito além de Cancún

Se o México não tivesse passado a exigir visto de entrada, os brasileiros estariam novamente invadindo Cancún, como na época do real forte nos anos 1990. A região tem tudo para férias divertidas: mar azul, vida noturna agitadíssima, passeios culturais e ecológicos. Os preços sempre foram camaradas e agora estão ainda melhores, graças à crise econômica mundial (e ao surto, debelado, de gripe suína). A melhor época para ir é de dezembro a junho, quando não há riscos de furacão. Antes de fechar sua viagem, entenda a região: são 200 quilômetros de costa que oferecem muitas possibilidades além de Cancún.

Ricardo Freire, turista.profissional@grupoestado.com.br, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2009 | 03h16

ONDE FICAR

Quem quer aproveitar ao máximo o lado mais americano - ou mais Barra da Tijuca, como queira - de Cancún deve se hospedar entre os km 8 e 9 do Boulevard Kukulcán. Ali estão as megaboates (como a Coco Bongo) e megabares (como o Carlos"n Charlie). Dois bons hotéis oferecidos pelas operadoras brasileiras no pedaço são o Hyatt Regency e o NH Krystal. Se tiver mais interesse em compras do que na noite, fique entre os km 11 e 12: por ali estão os shoppings, como o La Isla e a Luxury Avenue do Kukulcán Plaza. O mais novo hotel de Cancún fica neste trecho: o Westin Lagunamar. Para curtir mais o hotel - e de repente até cacifar um sistema all-inclusive - hospede-se a partir do km 15, que têm terrenos (e piscinas) maiores. O Oasis Cancún e o Fiesta Americana Condesa estão nesta área.

ECOPARQUES

A Península do Yucatán é o berço dos ecoparques temáticos: lugares que misturam, com sucesso, Bonito com Disney. O maior é Xcaret, a 70 km de Cancún (vizinho a Playa del Carmen). O mais novo é Xplor, ao lado do Xcaret (com atividades que remetem a Brotas e à Chapada Diamantina). O mais verde de todos é Xel-Há, lá para os lados de Tulum (a 150 km de Cancún). Quem não gostar do aspecto de Disney desses parques pode se encaixar em passeios mais autênticos com operadores como a Alltournative.com.

ARQUEOLOGIA & HISTÓRIA

As ruínas maias mais importantes de Yucatán estão em Chichén Itzá - uma das sete novas maravilhas do mundo. O passeio bate-volta, porém, é cansativo: são três horas de viagem entre Cancún e as ruínas. Se você vai por conta própria, pode programar uma noite nas cidades coloniais próximas do parque: Valadollid (a 40 km) ou Mérida (a 120 km). As ruínas de Tulum são menos impressionantes, mas estão num lugar mais bonito: à beira-mar. Ficam a duas horas de Cancún (ou uma hora de Playa del Carmen).

RESORTS NA RIVIERA

Se você vai com crianças, considere os resorts ao longo da Riviera Maia. São maiores e mais estruturados do que os hotelões de Cancún e muitas vezes estão em praias mais calmas. Há boas redes com sistema all-inclusive: Iberostar, Bahía Príncipe, Barceló.

PLAYA DEL CARMEN

A uma hora do aeroporto de Cancún, é a Búzios do México. A praia é linda e tem clubes muvucados como o Mamita"s, que alugam espreguiçadeiras e camas. À noite, caminhe pelo calçadão da Quinta Avenida (a Rua das Pedras local): as lojas abrem até tarde. Notívagos esticam nas discos do fim da Rua 12. Há bons hotéis-butique (Deseo, Básico, Mosquito Blue) e dois hotelões à beira-mar (Porto Real e Royal). Os resorts ficam num bairro anexo, Playacar.

COZUMEL

Polo de mergulhadores sérios, é também escala de cruzeiros curtos vindos da Flórida. Se você não mergulha, passe: na superfície há passeios mais interessantes para fazer na região. Fica a 45 minutos de ferry boat desde Playa del Carmen.

TULUM

Ao sul das ruínas maias começa um lindo praião que leva até a reserva natural de Sian Ka"an. O trecho entre os km 5 e 10 da estradinha a Punta Alen foi ocupado por pequenos hotéis "ecológicos" (leia-se: sem eletricidade), frequentados por uma tribo alternativo-chique. O que falta em conforto sobra em charme (e em aulas de ioga). Se essa é a sua praia, pense em opções como o Ocho Tulum e o Zulum.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.