Roteiro clássico no Alvear Palace. Seguido de espumante e coquetel

Hotel tradicionalíssimo investe em sua primeira temporada lírica; programa custa a partir de 300 pesos

Ilana Lichtenstein, BUENOS AIRES, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2010 | 02h19

Para saborear. Chá da tarde é servido no Jardim de Inverno e na Orangerie

 

Ícone entre os hotéis de Buenos Aires, o Alvear Palace decidiu abrir seu Salão Versailles à música clássica. Alguns concertos foram realizados no ano passado. Com sucesso tal que agora Alvear tem, por assim dizer, sua primeira temporada fixa.

"O hotel se assumiu como um dos emblemas da cultura do país", diz Martin Nijensohn, curador do programa e diretor da Semana Musical Llao Llao de Bariloche. "A música clássica é algo vivo. Podemos sempre provocar experiências distintas."

A próxima apresentação no Alvear está marcada para 17 de maio e ilustra bem a originalidade da proposta. O premiado pianista Horacio Lavandera se dispôs a atuar pela primeira vez como regente. Além de executar solos em peças de Mozart, Lavandera conduz a Orquestra Estación Buenos Aires. São 38 instrumentistas selecionados um a um para essa formação sinfônica.

Ainda que a ideia seja inovar, o repertório da temporada é composto por obras dos períodos romântico e clássico, que se casam à perfeição com o ambiente requintado e tradicional do Alvear. "Para um concerto no Hotel Unique, eu pensaria em outro formato", brinca Martin, que conhece bem São Paulo.

Outra possibilidade interessante é chegar mais cedo para ouvir a apresentação e os comentários didáticos sobre a obra apresentada. Martin também convida o público a deixar a timidez de lado e conversar com os instrumentistas. Um convite à interação. "A sala tem o mesmo tamanho daquela em que Beethoven executou pela primeira vez sua 3ª Sinfonia".

No intervalo, é servida uma taça de espumante e, depois, um coquetel. Todas as experiências ? sonoras, gustativas e sentimentais ? estão incluídas no valor do ingresso, que custa de 350 a 600 pesos (entre R$ 136 e R$ 272). Há tarifa especiais de hospedagem para quem decidir ficar no Alvear nas noites de concerto.

Delícia. Antes do som, o chá. Algumas horas no famoso Chá da Tarde do Alvear (120 pesos ou R$ 54) podem transportá-lo para um outro tempo. Estrela da carta, o Blend Alvear leva notas de amêndoas, cítricos do Mediterrâneo e pétalas de rosas. Tente reservar uma mesa na Orangerie, onde o teto de vidro filtra a luz do exterior. Pratos com vários andares de mini pâtisserie e pequenos sanduíches estarão esperando por você. Guarde um pouco do apetite para escolher um dos tentadores pedaços de torta servidos num carrinho dourado, ao fim de tudo. Seria deselegante resistir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.