Saiba mais sobre o roteiro entre África do Sul e Namíbia

Dicas de como ir e não ter problemas na viagem pela África

O Estado de S. Paulo

24 Outubro 2017 | 04h30

Como ir: compre a passagem com a opção de “múltiplos destinos” pela internet ou com ajuda de seu agente. Voe para a Cidade do Cabo e, na volta, embarque direto de Windhoek. Ambos os voos terão conexões. Com a South African (flysaa.com), a passagem com saída e chegada em São Paulo custa a partir de R$ 3.417,15; na Ethiopian (ethiopianairlines.com), o roteiro custa a partir de  US$ 876,70 (cerca de R$ 2.776).

 

Aluguel de carro: para os 14 dias em que ficou com o carro alugado, o repórter pagou R$ 3.630,62 – desse total, cerca de R$ 1.500 foi referente à taxa de devolução por causa da distância entre a cidade da entrega (Windhoek) e do ponto de origem (Cidade do Cabo). Por outro lado, ele não precisou gastar com o seguro do veículo, já que seu cartão de crédito oferecia o benefício gratuitamente. Nesse caso, entretanto, é preciso reservar o carro com antecedência e gerar uma apólice no site do cartão usando o número de reserva. (vale lembrar que alguns cartões também oferecem o seguro-viagem). Caso você não tenha o benefício, contrate na própria locadora: viajar por essas estradas sem seguro, nem pensar. 

 

Sites: namibiatourism.com.na; southafrica.net

FIQUE ESPERTO

 Você sabe trocar pneu? Relatos de furos e estouros são comuns durante o trajeto, por conta das estradas pedregulhosas. No meio do nada, não vai ter borracheiro nem seguradora para dar uma ajuda. Tem de se virar! 

A Namíbia é o país subsaariano com menores índices pluviométricos – e esta aridez é percebida sobretudo na região sul, hiperárida. Ou seja: durante a viagem, garrafinhas d’água são suas melhores amigas; não descuide da hidratação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.