Shopping a céu aberto nas ruas de Zurique

ZURIQUE

Márcia De Chiara, O Estado de S.Paulo

18 Maio 2010 | 02h41

Caminhar pela Bahnhofstrasse, em Zurique, é certeza de sair com pelo menos uma sacolinha nas mãos. Com cerca de um quilômetro de extensão, ela liga o lago de Zurique à parte nova da cidade, que começa na estação central de trem. O intenso movimento de pessoas por ali fez com que brotassem uma incrível variedade de lojas, transformando a área em um verdadeiro shopping a céu aberto.

Há opções para consumidores de todos os gostos. Procura peças de grifes internacionais? Fique tranquilo: estão lá Hermès, Dior, Cartier, Tiffany, Salvatore Ferragamo, entre outras. Os bolsos menos privilegiados, no entanto, também têm vez em marcas como Accessorize e Mango.

Na terra dos relógios famosos, é possível sair com um estiloso Swatch da nova coleção por 120 francos suíços (R$ 189). Se preferir algo mais clássico, a relojoaria e joalheria Bucherer reúne as maiores coleções de relógios do país. Mas prepare o cartão de crédito: um Rolex feminino em ouro rosa sai pela bagatela de R$ 24.450 francos suíços ? nada menos que R$ 38 mil.

Em alguns trechos, você terá a sensação de estar caminhando pela Champs Elysées de Paris. Ou na Montenapoleone, em Milão. A Bahnhofstrasse é organizada, elegante, cheia de charme. Parece até que a crise financeira passou longe dali: em pleno sábado de manhã, lojas estão lotadas de moradores e turistas ? mesmo nas que exibem etiquetas com os valores mais altos.

Um exemplo é a Bally, tradicional marca suíça de sapatos, bolsas e artigos de couro. Sempre concorridíssima, apesar dos preços salgados: um par de sapatos feminino não sai por menos de 450 francos suíços (R$ 710).

Depois do entra-e-sai nas lojas, que tal um exemplar do verdadeiro chocolate suíço para repor as energias? A centenária confeitaria Sprüngli ? responsável pela fabricação dos saborosos Lindt ? têm uma unidade na Banhofestrasse. Entre as inúmeras e deliciosas opções disponíveis, 100 gramas de trufa feita com cacau de Cuba custam 14 francos suíços (R$ 22). Acredite: a iguaria vale cada centavo.

Seguindo rumo ao Rio Limatt, que corta a cidade, desvie um pouco da rua principal entrando na Augustinergasse. Ali fica a Pegasus, charmosa casa de miniaturas, brinquedos e cucos. Os ursinhos Steiff (tradicional fabricante alemã de bichos de pelúcia), com roupas variadas e diferentes poses, serão difíceis de resistir. Se dinheiro não for problema, invista logo no mais fashion, vestido como o estilista da Chanel, Karl Lagerfeld. Preço: 1.700 francos suíços (R$ 2.683).

Em uma cidade que se orgulha da pontualidade, é interessante perceber como tudo se transforma depois das 17 horas. Assim que fecham as lojas, o movimento cessa, como mágica. Melhor sentar em um café ou restaurante e deixar o tempo passar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.