T

Trio elétrico

Adriana Moreira. Felipe Mortara e Bruna Toni, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2015 | 03h00

Pular atrás do trio, como se fosse uma divindade, é quase um mantra em Salvador. E foi por lá mesmo, em 1950, que Antonio Adolfo Nascimento, o Dodô, e Osmar Macedo subiram em cima de um Ford 1929 e saíram tocando frevo (sim!) com som amplificado. No ano seguinte, Temístocles Aragão se juntou ao dois, dando assim origem ao trio elétrico e mudando para sempre o carnaval na Bahia. 

Logo passaram para uma caminhonete, depois ao caminhão até chegar às megaestruturas atuais. A eletricidade mudou também a sonoridade que sai das caixas, dando corpo e identidade à guitarra baiana e ao que veio a se tornar a axé music, nos anos 1980. Ainda que Dodô e Osmar já tenham morrido, seu legado segue tirando o pé do chão nas vozes de ícones como Daniela Mercury, Bel Marques e Ivete Sangalo. 

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2015

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.