Diego Ramos|Estadão
Diego Ramos|Estadão

Universal

Cultura pop de brinquedo

Diego Ramos, O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2015 | 04h59

ORLANDO - O lar dos Minions, dos Simpsons, dos Transformers e de tantos outros ícones pop do cinema, quadrinhos e televisão completou este ano seu 25º aniversário em Orlando. E com fôlego de plena juventude em busca de novidades. O Universal Orlando Resort agora aposta em King Kong, sucesso histórico da telona que abre como atração em meados de 2016.

No parque Islands of Adventure já se veem tapumes e pedaços do brinquedo Skull Island: Reign of Kong (Ilha da Caveira: Reinado de Kong) em construção. Terá selva, templo habitado por nativos hostis, criaturas pré-históricas, cavernas e o King Kong, digamos, em pessoa e tamanho “natural”. Tudo visto e vivenciado dentro de um veículo. A inspiração principal é a versão do diretor Peter Jackson, de 2005, e a promessa é de imersão no universo do gorilão.

King Kong é a aposta de fôlego da Universal depois de mais de quatro anos investindo em trazer à realidade o universo do bruxo Harry Potter. De 2010 a 2014, as inaugurações levaram aos dois parques do complexo – Islands of Adventure e Universal Studios – a vila de Hogsmeade, o Castelo de Hogwarts, o Beco Diagonal, o Banco de Gringotes, lojas e lanchonetes.

Há mais novidades a caminho no complexo Universal.

Hotel caribenho

Erguido ao redor de uma lagoa tropical e de uma cachoeira, o Loews Sapphire Falls Resort será o quinto hotel do complexo Universal, com 1 mil quartos e temática caribenha. Inaugura em julho de 2016, mas reservas já podem ser feitas. Diárias valem de US$ 119 a US$ 206.

Velocidade máxima

Baseada na franquia Velozes e Furiosos, a atração Fast & Furious Supercharged foi lançada no parque Universal Studios de Hollywood, e agora chegará a Orlando em versão ampliada. Personagens dos filmes, carros e ação estão garantidos. O brinquedo ocupará o lugar de duas atrações antigas, o show Beetlejuice Graveyard Revue e Disaster: A Major Motion Picture Starring You!. A inauguração está marcada para 2017.

Terceira opção

O Universal vai inaugurar um parque aquático em 2017. O Volcano Bay terá a atração mais alta do parque – diz-se que será também a mais alta de Orlando, mas a altura total do vulcão que dá nome ao parque não foi divulgada – e ficará ao sul do hotel Cabana Bay. Estão prometidos uma grande piscina de ondas artificiais e muita tecnologia para criar uma experiência de imersão no parque aquático. Além das descidas em toboáguas, escadas permitirão acessar o interior do vulcão até chegar ao alto para, de lá, arriscar saltos.

Expectativa

Em seu anúncio mais recente, a Universal divulgou a parceria recém-firmada com a Nintendo para transformar games e personagens em brinquedos de parque temático. Pouco está definido: não há datas previstas nem informações de personagens a serem explorados – mas vale lembrar que a Nintendo é dona de títulos como o clássico Super Mario Bros., Pokemon, Dungeons and Dragons e Street Fighter.

DIRETO DAS TELONAS, ATRAÇÕES PARA DIVERTIR E RELAXAR

Universal e cinema são praticamente sinônimos em Orlando, mas os dois parques do complexo tentam ter perfis mais ou menos distintos. O Universal Studios, mais antigo, de 1990, foi pensado para abrigar atrações inspiradas nos blockbusters da marca, como Transformers, Vingança da Múmia, Meu Malvado Favorito e Shrek; os brinquedos considerados mais radicais, como o simulador Spider Man e a montanha-russa do Hulk foram para o Islands of Adventure, de 1999. A área dedicada a Harry Potter é grande o suficiente para se espalhar pelos dois parques, o que significa, sim, comprar dois ingressos. 

O tíquete unitário custa US$ 102, e o combinado para dois dias, dois parques, US$ 194,50: tickets.universalorlando.com.

O resort Universal tem quatro hotéis e o City Walk, o centrinho do complexo, onde estão lojas, restaurantes, bares e mais diversão. O City Walk está em expansão. O bar e cervejaria NBC Sports Grill & Brew é um dos estabelecimentos recém-inaugurados, com 100 telas de alta definição transmitindo partidas esportivas e 100 tipos de cerveja.

O restaurante The Cowfish mistura as culinárias americana e japonesa. Tente o burgushi, com fatias finíssimas de bife angus (cerca de US$ 30 por pessoa). No familiar Jimmy Buffett’s Margaritaville, onde animadores circulam sobre pernas de pau, peça o fish and chips (peixe e batatas fritas) com molho jalapeño, a US$ 30 por pessoa, em média. Para encerrar a noite, solte a voz no Rising Star, um karaokê com acompanhamento de banda ao vivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.