Darren Whiteside/Reuters
Darren Whiteside/Reuters

Velocidade máxima na ilha da diversão

Acelerar na mesma pista que 'voam' feras como Vettel e Alonso é um sonho possível de ser realizado

Claudio Marques, O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2013 | 02h18

ABU DABI - É como naqueles passeios de buggy em dunas: com emoção ou com muita emoção? Mas o veículo aqui pode ser desde um Fórmula Yas 3000 até carros de luxo de marcas cobiçadas. E você pode se colocar na posição de piloto ou passageiro. Prestes a abrigar a próxima etapa da Fórmula 1, no domingo, dia 3, o Yas Marina Circuit é um sonho de velocidade possível para os simples mortais.

Pilotar um carro de corrida é uma das opções de diversão na Yas Island (yasisland.ae), a ilha do entretenimento de Abu Dabi. Ficam ali também o parque aquático Yas Waterworld e o cobiçado parque temático da Ferrari, o Ferrari World.

Antes de entrar na mesma pista onde aceleram Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen e Fernando Alonso, mas já vestido com macacão e capacete, o visitante ouve de um instrutor os ensinamentos sobre as particularidades do carro e os parâmetros de segurança. Vencida esta etapa, começa com voltas ainda lentas pela pista. E então vem a esperada hora de acelerar. Explode, coração!

A experiência a bordo de um F-3000 custa US$ 420 (R$ 910). Informações: yasmarinacircuit.com/en/experiences/driving-experiences.

Vizinho ao circuito, o assunto continua sendo carro no Ferrari World (ferrariworldabudhabi.com; entrada a 240 dirhams ou R$ 140), o parque temático da marca italiana. Além da exposição de veículos e de lojas que vendem roupas e objetos com símbolos da escuderia, há um simulador em que o visitante experimenta a sensação de pilotar uma Ferrari. Ou, em outro equipamento, simula um voo de helicóptero acompanhando, de cima, uma Ferrari trafegando por estradas e cidades da Itália.

Emoções mais fortes estão à espera de quem anda na Formula Rossa, a montanha-russa mais rápida do mundo e que tem um trecho de subida quase totalmente vertical.

Ainda na Yas Island, para se refrescar do calor, a pedida é seguir para o parque aquático Yas Waterworld Abu Dhabi (yaswaterworld.com). O lugar tem piscina com ondas e tanque para surfar. Sem falar nos brinquedos que estão ali para, mais uma vez, fazer seu coração acelerar: tobogãs e montanha-russa.

Só ícones. Abu Dabi pretende se tornar o lugar do mundo em que você pode visitar o Louvre e o Guggenheim sem mudar de cidade. Os dois museus, ícones da arte mundial, estão construindo filiais na Ilha Saadiyat, o distrito cultural da cidade.

O Louvre deve ser o primeiro da leva a sair do papel. A inauguração está prevista para 2015, com projeto do estrelado arquiteto Jean Nouvel e sob a batuta do próprio Louvre francês. A área total será de 87 mil metros quadrados - o original parisiense tem 160 mil metros quadrados. Segundo Henri Loyrette, o Louvre de Abu Dabi carregará cultura e tradição duplas.

Em parceria com o British Museum em sua implementação, o Museu Nacional Zayed deverá ser o próximo a abrir as portas da Ilha Saadiyat, em 2016. Será dedicado à história da região, do xeque Zayed bin Sultan Al Nahyan à unificação dos emirados, e pretende ser um fórum de discussão sobre o mundo árabe.

O Guggenheim de Abu Dabi, com abertura programada para 2017, tem projeto de Frank Gehry e área prevista de 88 mil metros quadrados quase completamente cercados pelas águas do Golfo Pérsico. Vai ser um dos maiores museus de arte contemporânea do mundo, aposta Richard Armstrong, diretor do Guggenheim, que tem sede em Nova York.

Quem quiser conhecer já a Ilha Saadiyat tem opção: o Manarat al Saadiyat (saadiyat.ae) é um centro cultural com mostras e exposição multimídia sobre a história e o futuro da ilha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.