BRUNO DEIRO/ESTADÃO
BRUNO DEIRO/ESTADÃO

Vista para o lago azul e uma Vegas em miniatura

Os californianos se orgulham do azul brilhante de Lake Tahoe, um lago fincado a 2 mil metros de altitude na divisa entre Califórnia e Nevada, a 300 quilômetros de São Francisco. Um belo local para esquiar cercado pelas montanhas de Sierra Nevada. Há duas estações à beira do lago, ao norte e ao sul, com experiências bastante diversas.

LAKE TAHOE, O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2013 | 03h18

Em Heavenly, ao sul, estão as descidas mais longas e acentuadas da Califórnia. Heavenly tem outro predicado: sua dupla personalidade. Um dos grandes baratos do lugar é que a parte da cidade que abriga os hotéis e lojas fica em Nevada, onde a jogatina está liberada. Uma versão minimalista e decadente de Las Vegas. Os cassinos têm garçonetes de idade avançada e crupiês menos habilidosos que dão um quê amador ao contexto. Pode-se beber nas ruas. Basta atravessar a rua para que tudo se transforme. No lado californiano, nada disso é permitido e até a arquitetura é diferente. Com a proibição de prédios de mais de quatro andares, os grandes hotéis ficaram todos em Nevada.

Ao norte de Lake Tahoe, com menos atrativos, a estação NorthStar aposta em estrutura pequena, programas familiares e serviços de day care. A construção de um Ritz-Carlton, com acesso direto à estação, é um dos investimentos para aumentar a visitação nos próximos anos. Uma pista de tubing é popular entre os mais novos. / B.D.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.